Bispos querem «bem de Portugal à frente de tudo»


O presidente da Conferência Episcopal Portuguesa considera que «todos os intervenientes deviam ser capazes de pôr o bem de Portugal à frente de tudo»
Os bispos portugueses criticaram. após a Assembleia Plenária do Episcopado, o Governo por ter pouco saber cultural e frisaram que, em tempos de crise, o mais importante é colocar o bem do país à frente de tudo.
«Numa crise como a que Portugal atravessa, todos os intervenientes deviam ser capazes de pôr o bem de Portugal à frente de tudo: a busca de uma solução positiva, possível para o nosso país», explicou o presidente da Conferência Episcopal Portuguesa.
D. José Policarpo entende ainda «que o que está em questão é a interpretação do exercício dos direitos democráticos e, por detrás, falta uma cultura que levasse os portugueses e as pessoas que têm mais influência no conjunto do nosso povo a ver que há momentos particularmente graves e normais na gestão da coisa pública».
Com palavras de Bento XVI, os bispos portugueses dizem que os Estados são chamados a instaurar políticas que promovam a centralidade e a integralidade da família fundada no matrimónio entre um homem e uma mulher.

Fonte: TSF.pt

Comentários

Mensagens populares