Papa Francisco criou grupo de cardeais para estudarem reforma da Igreja



O papa Francisco criou um grupo de oito cardeais de todos os continentes para «o aconselharem no governo da Igreja» e estudarem um projecto de reforma da Constituição da Curia, anunciou hoje o Vaticano.

A decisão é divulgada passado um mês da eleição do antigo cardeal argentino Jorge Bergoglio, escolhido pelo conclave (de 115 cardeais eleitos), nomeadamente para renovar o governo da Igreja, atingido por escândalos, e para acentuar o sistema colegial.
Com este anúncio transmitido através de um breve comunicado da secretaria de Estado, o papa inicia a reforma, depois de um período inicial em que se manteve discreto acerca destes assuntos, enquanto defendia uma Igreja misericordiosa, pobre e missionária.
Os cardeais nomeados são dois europeus (um italiano com um cargo no vaticano e um arcediago de Munique), dois latino-americanos (um do Chile e outro das Honduras), um cardeal norte-americano, um arcediago da Índia, o arcediago de Kinshasa (República Democrática do Congo), e um arcediago da Austrália.
Vários destes cardeais estavam no grupo dos indicados como possíveis papas antes do conclave que elegeu o sucessor do papa Bento XVI.
Os cardeais vão trabalhar na revisão da Constituição apostólica "Pastor Bonus" na Curia Romana.
O comunicado do Vaticano refere que o grupo tem a primeira reunião marcada para 01 a 03 de outubro, mas o papa já está em contacto com os oito cardeais.


Comentários

Mensagens populares deste blogue

A lenda de La Llorona (A Chorona)

As Fases da Lua e seus Significados

Abaddon - Apollyon, anjo ou Demônio