Vídeos de possíveis Poltergeist


Há várias explicações para os Poltergeists: uns afirmam que são espíritos (não necessariamente fantasmas, a manifestação de Poltergeists ocorre por meio de interação, como ruídos, cheiros, vozes audíveis, forças exercidas em algo ou alguém e etc) , sendo associados a objetos, onde o “fôlego de vida” de um indivíduo está atrelado a algo, alguém ou algum lugar. Lugares onde ocorreram tragédias, mortes de forma agonizante deixam essa “energia” atordoada mesmo após a morte.

Outra explicação, é a de que esse fenômeno está associado as energias psíquicas das pessoas no local, quando ocorre a Psicocinese Recorrente Espontânea (mais formalmente chamada de RSPK). Tipo: Num mesmo local, o pessoal está meio “para baixo”, meio estressada, daí a junção dessas ondas vibracionais (lembrando que são tanto suas emoções como seus pensamentos, segundo a física quântica, são ondas, descolamento de energia) ocasionam uma verdadeira “Tempestade Psíquica” no local. Apesar de tudo, é um fenômeno extremamente difícil de ocorrer. Jovens na puberdade e em conflitos familiares são causas frequentes de um Poltergeist.
Indícios de que sua casa está passando pelo fenômeno Poltegeist:
  1.  Objetos que você deixa em um lugar e simplesmente aparecem em outro (Cadê minhas meias???);
  2. Cheiros estranhos. Um cheiro de cigarro, por exemplo, em uma casa que ninguém fuma é um grande indicio;
  3. Objetos levitando (obviamente tem algo de estranho. Nenhuma cafeteira ou faca que se preze sai voando);
  4. Ruídos (desde pequenos ruídos como passos, batidas, assobios,  e sussurros até vozes, gritos, e berros);
  5. Interferência elétrica.
Uma dica: Assistindo um documentário uma vez (acho que era na antiga MTV, mas não lembro o nome), um pesquisador disse que, se tu quiser caçar esses fenômenos, vá até as Filipinas! Não se sabe exatamente porquê, mas lá a incidência é gigantesca. E outra dica que ele deu é: NUNCA TENTE O CONTATO! Independente se for um Poltergeist, fantasma, algum ente seu que morreu, jamais, em hipótese alguma, tente o contato. Simplesmente ignore-o. Se são afirmações válidas, aí é outra história.
Um vídeo que recentemente me impressionou foi o de um garoto jamaicano, onde ele é arrastado e puxado pelo “amigo” dele. Mas, pesquisando a respeito, já tem pessoas que deram explicações sobre o vídeo, alegando que é uma farsa. Só que, pelo menos na minha concepção, os argumentos dele não se encaixam no contexto (era algo como uma técnica teatral avançada, que só se alcança com um treino considerável, e estamos aqui falando de uma criança). Enfim, serei imparcial, porque o cara pode ser um perito também, né? Dêem uma olhada aí, e tirem suas próprias conclusões!”








Comentários

Mensagens populares