Algumas pessoas acreditam ser aliens e monstros. Conheça 5 delas

Algumas pessoas acreditam ser aliens e monstros, sabia? Conheça 5 delasNão querendo entrar em méritos existencialistas, mas quem é você? A pergunta simples tem uma infinidade de respostas, que envolvem desde “eu sou eu” até divagações a respeito do papel do ser humano na sociedade a qual pertence e, claro, do papel de outras criaturas, já que nem todo mundo acredita fazer parte do lado humano da coisa. As pessoas que você vai conhecer a seguir, por exemplo, acreditam que não são reles humanos. Duvida? Então veja um pouco mais a respeito de suas histórias:

1 – Embaixadora alien

Omnec Onec é como se chama a mulher que afirma ter aterrissado no deserto de Nevada em 1955 depois de ter saído de sua casa e enfrentado uma viagem longa. Detalhe: como casa, ela entende Vênus, o planeta.
Depois de chegar à Terra, Onec afirma ter ido para o Tennessee, onde acabou assumindo o lugar de uma garotinha de sete anos, que tinha acabado de morrer em um acidente de ônibus.
Agora ela vive na Alemanha e dedica sua vida a falar a respeito de Vênus e de como era viver lá – onde, segundo suas contas, ela já teria centenas de anos – e, inclusive, comenta a respeito de algumas crenças religiosas que são comuns em seu planeta.

2 – O político vampiro

Quando você acha que já viu de tudo nessa vida, descobre que há um político nos EUA, que já quis concorrer à presidência, inclusive, autonomeado vampiro. Conhecido também como Jonathon Sharkey, o Impalador, o político afirma que descobriu que era vampiro quando tinha apenas cinco anos e começou a beber sangue.
Tudo começou, segundo ele, quando estava na casa de seu tio e, com fome, foi procurar alguma coisa na geladeira. O problema foi que ele não achou nada para comer, mas uma garrafa com sangue, que ele decidiu beber. A partir daquele momento, Sharkey diz ter encontrado um verdadeiro monstro dentro de si mesmo.
Atualmente, quem sacia sua sede de sangue é sua namorada e algumas amantes, que servem de alimento ao vampiro pelo menos duas vezes por semana. Se o sangue for de porco ou vaca, também serve.
O apelido de impalador surgiu quando Sharkey tentou impalar o ex-presidente dos EUA, George W. Bush – ah, essas briguinhas políticas...
Hoje Sharkey vive em uma comunidade que ele criou para abrigar outras pessoas que, como ele, são vampiros. Se você acha que ele planeja voltar para a política, prender vítimas ou dominar o mundo, fique tranquilo: a última notícia sobre Sharkey revela que ele agora dedica seu tempo a gravar algumas versões covers de músicas de Elvis Presley.

3 – Experimento

Todos nós somos resultados de misturas genéticas das células que nos formaram, certo? Pois é. Nem tão certo assim, pelo menos para a artista plástica Cynthia Crawford, que afirma não ser 100% humana, mas uma mistura híbrida de alienígenas com pessoas de nosso planeta.
De acordo com Crawford, sua constituição é 2/3 alienígena e apenas 1/3 humana. Ela explica que sua existência faz parte de um experimento do governo coreano, que manipulou a gravidez de sua mãe. A artista conta também que possui algumas características completamente alienígenas como ossos mais porosos, atributo típico de sua família extraterrestre.
Sobre essa família de outro planeta, Crawford afirma que ama a todos e que tenta canalizar a energia dessas criaturas nas esculturas que produz. Ela garante já ter sido abduzida várias vezes e acredita que sua missão na Terra é a de educar as pessoas. O próximo passo vai ser o lançamento de seu livro “Lições de uma família galáctica e seus mestres”, em uma tradução livre. E aí, você compraria?

4 – Meio a meio

Meio humana, meio réptil. É essa a definição de si mesma, dada por Jujuolui Kuita. Ela criou uma comunidade que tem o objetivo de reunir pessoas que já tiveram algum tipo de experiência com alienígenas.
Ela afirma ser uma pessoa que muda de forma e às vezes, vira um réptil – são os reptilianos. Isso, segundo ela, acontece porque ela possui DNA alien em seu corpo. Em uma declaração publicada no site Oddee, Kuita explica que sempre se sentiu estranha, desde que nasceu, e que sabia que não era deste planeta. Quem nunca?
A mudança de forma acontece, segundo ela, de uma maneira tão rápida que olhos humanos não conseguem ver. Ela, porém, sempre sabe quando vai se transformar.

5 – Vampira e loba

Aparentemente, tudo pode acontecer, não é mesmo? Então talvez você não se surpreenda com a história de Stephanie Pistey, que em 2011, quando tinha apenas 18 anos, foi condenada pelo assassinato de um menino dois anos mais jovem do que ela. De acordo com a polícia, Pistey participava de rituais de vampirismo e tinha o costume de encontrar “presas fáceis” e beber seu sangue.
“Eu sei que isso vai parecer loucura, mas eu acredito que sou uma vampira e, em parte, loba”, disse a jovem em uma entrevista. Quando foi condenada, ela afirmou que não matava suas vítimas, mas apenas bebia seu sangue.

Comentários

Mensagens populares