Astrólogas fogem com 230 mil euros em Vila Nova de Famalicão

Astróloga e ajudante, ambas brasileiras, burlaram pelo menos dez pessoas
Com anúncios em jornais e panfletos deixados em vários locais da cidade de Vila Nova de Famalicão, duas mulheres de nacionalidade brasileira conseguiram apoderar-se de mais de 230 mil euros de, pelo menos, dez vítimas que acreditavam ter encontrado " a cura para todos os males". Na casa, em Antas, não há vestígios das ‘astrólogas’, que desapareceram levando uma fortuna em dinheiro e bens pessoais dos lesados.
A PSP foi avisada na quarta-
-feira da semana passada, quando as clientes se aperceberam de que a ‘astróloga’ tinha desaparecido. Em menos de uma semana, recebeu dez queixas, mas acredita que o número de vítimas pode ser bem maior.
No anúncio publicado nos jornais era apresentada uma "astróloga e conselheira espiritual" de nome Márcia. Prometia cura para males de "amor, saúde, dores em geral e desporto, vícios, trabalho, problemas familiares ou comércio, ou outro problema particular que não mencione neste anúncio". Nas consultas, a astróloga, com cerca de 60 anos, que era auxiliada por outra mulher, com cerca de 30, traçava um cenário negro para o futuro das vítimas e familiares. Mas oferecia solução em troca de avultadas quantias e entrega de bens de valor elevado, como peças em ouro.
Só uma mulher de 50 anos entregou à ‘astróloga’ 84 mil euros, das poupanças de toda a vida, para salvar o marido de uma doença incurável e as duas filhas de um acidente trágico.
Desde quarta-feira da semana passada, o telemóvel usado pela ‘astróloga’ está desligado.

Comentários

Mensagens populares