Muçulmanos tentam tirar de cristãos o comando de Nazaré

Muçulmanos tentam tirar de cristãos o comando de NazaréA campanha eleitoral para a Prefeitura da cidade de Nazaré, em Israel, está dividindo a população de 81 mil habitantes entre cristãos e muçulmanos.
O atual prefeito é Ramiz Jaraiysi, um cristão que está há cinco anos no mandato e tentará a reeleição. Mas o quadro religioso da cidade tem mudado nos últimos anos e hoje 70% da população é muçulmana.
O crescimento dos muçulmanos é resultado de diversos fatores, entre eles a evasão dos cristãos do Oriente Médio e a maior taxa de natalidade entre os fiéis islâmicos.
Por ser a cidade onde Jesus passou a infância, muitos acreditam que Nazaré tem que ser governada por um cristão. “Nazaré é uma cidade cristã, não importa quantos de nós morem aqui. E há um medo de que muçulmanos extremistas não respeitem isso”, disse a enfermeira cristã Ola Najjar que tentará uma vaga no conselho municipal.
O temor de Najjar é o mesmo de muitos cristãos, pois nos últimos anos eles perceberam a força que os muçulmanos possuem por ser a maioria da população.
Em 1997 a prefeitura tentou construir uma praça ao lado da Basílica da Anunciação para receber os peregrinos que iriam até Nazaré para ver o Papa João Paulo II. Porém o local escolhido para fazer a praça é o mesmo onde está enterrado um sobrinho de um mitológico comandante muçulmano. Os muçulmanos se revoltaram e ocuparam o local não permitindo a criação da praça.
Em 2002 um projeto de criação de uma mesquita levou os cristãos a protestarem. Através de cartas os cristãos pediram apoio para o presidente americano, na época George W. Bush, e para o Papa, mas no final foi o governo israelense quem pediu para paralisar as obras da construção da mesquita.
O prefeito Jaraiysi diz que a religião não interfere na política da cidade e diz que o problema são os grupos extremistas. “Realmente nessas eleições há grupos fundamentalistas que estão usando a religião para alcançar objetivos políticos”, disse.
As eleições acontecem hoje (22) e terão cinco candidatos, sendo três cristãos e dois muçulmanos.Com informações Yahoo.

Comentários

Mensagens populares