Nomear cardeal mulher é possível, diz porta-voz de papa Francisco

Nomear cardeal mulher é possível, diz porta-voz de papa FranciscoO porta-voz do Vaticano, Federico Lombardi, afirmou recentemente que é possível que o papa Francisco nomeie uma mulher como cardeal, mas que isso não acontecerá no próximo consistório.
“Teológica e teoricamente, é possível [nomear uma mulher cardeal]: para alguém ser cardeal, em tese, não é preciso ter sido ordenado [padre]. Mas daí a sugerir que o papa nomeará mulheres cardeais no próximo consistório não é nem remotamente realista”, disse.
O consistório é a reunião onde o papa nomeia novos cardeais, o próximo encontro está marcado para fevereiro de 2014 e por este motivo Lombardi deixa claro que nomear mulheres “não é uma possibilidade realista”.
Mesmo sem acontecer nesta reunião, a nomeação de mulheres é algo possível e quem sabe aconteça em outros consistórios. Desde setembro a imprensa internacional levanta essa questão, pois o ex-padre Juan Arias, correspondente do “El País” escreveu um artigo dizendo que o novo Papa cogitava levantar mulheres ao cardinalato.
Mas foi em resposta ao jornal irlandês “Irish Times” que o porta-voz do Vaticano se pronunciou, esclarecendo que a Igreja Católica não descarta a hipótese, mas que não será algo realizado em um prazo tão curto.
A imprensa da Irlanda teve interesse pelo tema pois o nome de duas mulheres irlandeses foram cogitadas como possíveis cardeais: a teóloga Linda Hogan, do Trinity College de Dublin (Irlanda), e a ex-presidente irlandesa Mary McAleese.

Comentários

Mensagens populares