Padre é preso por estuprar professora dentro de ônibus intermunicipal

Um padre do município de Barra, localizado a cerca de 650 quilômetros de Salvador foi preso na madrugada desta terça-feira (12) por estuprar uma mulher dentro de um ônibus. De acordo com o titular da 14ª Coordenadoria de Polícia do Interior (Coorpin/Irecê), Clériston Jambeiro, o pároco é acusado de acariciar uma passageira do coletivo sem o seu consentimento, além de se masturbar ao lado da vítima, uma professora de 25 anos. 
Yuri Almeida Santana, 36 anos, foi preso em flagrante e levado para a Delegacia de Irecê. Segundo o delegado Jambeiro, o padre fingiu que estava dormindo para cometer o crime: "Ele saiu da poltrona em que ele estava dentro do ônibus, e sentou na ao lado da mulher, que viajava sozinha", relata. "Enquanto ele fingia que estava dormindo, o padre passou as mãos pelo corpo dela. Apesar da vítima ter tentado afastar, ele voltou a encostar as suas pernas nas da vítima e então começou a se masturbar." 
O caso aconteceu por volta de 1h, na madrugada de terça-feira, durante o trajeto do veículo entre Salvador e Irecê. "A professora ficou com medo, mas chegou a denunciar o abuso para o motorista. Como era de noite e ninguém sabia que ele era um padre, ficaram com medo dele estar armado e tentar algo", afirma Jambeiro.
No entanto, a mulher mandou uma mensagem de texto para o marido através do celular, relatando o acontecido e pedindo para ele alertar a polícia. "Já estávamos esperando por ele quando o ônibus estacionou na rodoviária de Irecê, por volta das 5h". O padre, que atua na paróquia de Itaguaçu, na diocese da Barra, foi preso em flagrante e levado para a delegacia.  
InvestigaçãoO acusado já prestou depoimento sobre o caso e negou que tenha acariciado a mulher. Ainda segundo o delegado da 14ª Coorpin, Yuri alegou que estava apenas dormindo quando aconteceu o fato.
A vítima do abuso e um funcionário da empresa de ônibus que estava no veículo durante a viagem também já foram ouvidos na Delegacia de Irecê. As roupas do padre, que não estava de batina no momento do crime, foram recolhidas e devem passar por perícia para determinar se ele realmente se masturbou ao lado da professora. Ela também passou por um exame de corpo de delito no Departamento de Polícia Técnica (DPT) da região. 
ProcessoO padre já responde um processo por homicídio culposo por conta da morte de uma mulher durante um acidente de carro em 2012. Segundo o delegado Jambeiro, ele fez uma manobra arriscada nas proximidades de um motel e colidiu com outro veículo.

Carro onde padre e mulher estavam ficou completamente destruído 
O padre da paróquia de Barra ficou ferido, e a mulher que o acompanhava no carro morreu. O acidente aconteceu no dia 30 de outubro de 2012. O laudo pericial aponta que Yuri foi o culpado pela colisão. Na época do acidente, levantou-se a suspeita de que a vítima era companheira do padre, e eles estariam a caminho de um motel. No entanto, esta hipótese não foi confirmada.

Comentários

Mensagens populares