Maior igreja do mundo reúne apenas 350 fiéis por domingo

Maior igreja do mundo reúne apenas 350 fiéis por domingoO Livro Guinness dos Recordes classifica a Basílica de Nossa Senhora da Paz de Yamoussoukro, na Costa do Marfim, como a maior igreja do mundo. Embora a capacidade na nave fechada seja de 18.000 pessoas, o pátio pode ser usado para missas com até 300.000 fiéis. Até hoje isso aconteceu apenas duas vezes.
A basílica monumental começou a ser construída em 1985 e custou 300 milhões de dólares. Era um projeto pessoal do ex-ditador do país, Félix Houphouët-Boigny, que teria pago com seu próprio dinheiro e entregue para o Vaticano administrar.
Sua arquitetura tenta reproduzir intencionalmente a Basílica de São Pedro, no Vaticano. Contudo, o ex-presidente Félix precisou mudar o projeto original, a pedido do papa João Paulo II, que pediu para que a basílica africana não tivesse uma cúpula mais alta do que a de São Pedro. O arquiteto baixou a altura da cúpula, mas o presidente decidiu então colocar uma enorme cruz de cobre, medindo 30 metros no seu cume, ultrapassando a altura pedida pelo papa.
Mesmo assim, João Paulo II aceitou o convite para dedicar a igreja em 1990, ocasião em que a Basílica de Nossa Senhora da Paz esteve cheia pela primeira vez.
Cidade natal de Félix Houphouët-Boigny, Yamoussoukro tinha apenas 15 mil moradores quando passou a ser a capital administrativa da Costa do Marfim por imposição do ex-ditador. Tendo ficado 33 anos no poder, ele foi o primeiro presidente marfinense após o país se tornar independente da França. Bilionário, toda vez que era perguntado sobre os custos da obra, dizia que iria financiá-la pois tinha “um trato com Deus.”
Cerca de 1.500 trabalhadores trabalharam no terreno da basílica, que tem mais de 70 mil metros quadrados. Ricamente ornada com granito e mármore, ela é totalmente climatizada. O ponto mais alto da construção tem 160 metros. O complexo possui 36 enormes vitrais, trazidos da França e um deles mostra Houphouët-Boigny oferecendo um presente a Jesus.
Embora a maioria da população da Costa do Marfim viva na miséria, muitos têm orgulho da basílica, hoje administrada pelo Vaticano a um custo de manutenção que beira 1,5 milhão de dólares anualmente. O presente de Houphouët-Boigny para Jesus ficou cheio pela segunda e última vez durante seu funeral, realizado no local em 1993. Desde então, a Basílica de Nossa Senhora da Paz dificilmente consegue atrair mais de 350 fiéis para as missas de domingo.
Um dos principais motivos para isso é que Abidjan voltou a ser a capital do país depois da morte do ditador. Yamoussoukro perdeu importância e tem apenas 105 mil habitantes. Além disso, apenas cerca de 15% da população da Costa do Marfim é católica. A religião majoritária é o animismo, seguido por um percentual quase igual de cristãos e muçulmanos. Com informações The Daily Beast
Via gospel prime

Comentários

Mensagens populares