“Pastor ateu” é sucesso no Facebook

“Pastor ateu” é sucesso no FacebookA página de Facebook Humans of New York é um dos maiores sucessos da rede social dos últimos meses. Criada pelo fotógrafo Brandon Stanton, o projeto levou para seu site http://www.humansofnewyork.com/ e para uma página de Facebook um conceito que ele iniciou com seu livro com o mesmo título e que esteve entre os mais vendidos dos EUA no final do ano passado.
Ao invés de lançar novas edições do livro, ele prefere atualizar várias vezes por dia sua página com novas fotografias. Cada imagem é acompanhada de um pequeno texto, reproduzindo uma fala da pessoa em questão.
A ideia é simples e começou quando Brandon perdeu seu emprego no ramo das finanças no verão de 2010. Apaixonado por fotografia, ele começou a andar pela cidade, conversar com as pessoas, e fotografá-las. Isso deu origem ao que está sendo chamado de novo fenômeno das mídias sociais: o jornalismo cidadão.
Originalmente, ele iria registrar a vida de 10.000 nova-iorquinos. Com o sucesso do livro/site, ele ampliou o alvo e viu surgir dezenas de páginas semelhantes em diferentes cidades ao redor do mundo.
Mas nenhuma delas tem o mesmo impacto da “Humans Of New York”, que acumula mais de 7 milhões e 250 mil curtidas.
Algumas fotos são mais curtidas que outras. Contudo, a que mais teve repercussão foi a de um homem não identificado (Brandon não identifica as pessoas que entrevista), que faz um desabafo sobre por que perdeu a fé e deixou de ser pastor.
“Eu fui um crente comprometido toda a minha vida. Durante 18 anos trabalhei em uma Igreja Batista do Sul. Ao todo, foram mais de 40 anos sendo evangélico. Fui ordenado pastor. Mas isso parou de fazer sentido para mim. Você vê pessoas fazendo coisas terríveis em nome da religião, e aí pensa: ‘Essas pessoas creem tanto quanto eu. Eles dizem que tem as mesmas convicções que eu.’ Mesmo assim, não faz mais sentido. Não faz sentido acreditar em um Deus que se interessa pelas pessoas. Se um avião cai e uma pessoa sobrevive, todos agradecem a Deus. Eles dizem: ‘Deus tem um propósito para essa pessoa. Deus a salvou por uma razão!’
Não percebemos o quanto isso é cruel é? Não percebemos como é cruel dizer que, se Deus tem um propósito para essa pessoa, também tinha um propósito em matar todo mundo naquele avião? Qual o propósito de milhões de crianças morrerem de fome? Um propósito para a escravidão e o genocídio? Toda vez que você diz que há um propósito por trás do sucesso de uma pessoa, você invalida bilhões de outras pessoas. Você diz que há um propósito para o sofrimento delas. E isso tudo é muito cruel.”
Em pouco mais de 24 horas, foram 405.819 curtidas e 86.249 compartilhamentos. O material foi destaque também em fóruns da rede social Reddit. A repercussão foi muito grande, gerando um intenso debate. Entre os milhares de comentários há desde cristãos que o criticam por ter perdido a fé até ateus que o apoiam e dizem compreender seus sentimentos. O post foi destaque no site Patheos, dedicado a discutir questões religiosas.

fonte gospel prime

Comentários

Mensagens populares