Mãe obriga filha a fazer sexo com 1.800 homens em ritual satânico

A garota passou por abusos dos 7 aos 17 anos e fugiu de casa quando engravidou do seu estuprador
Mãe obriga filha a fazer sexo com 1.800 homens em ritual satânicoMãe obriga filha a fazer sexo com 1.800 homens em ritual satânico
Uma britânica escreveu um livro contando que durante dez anos de sua vida foi forçada por sua mãe a ter relações sexuais com 1.800 homens durante rituais satânicos.
Annabelle Forest, como se autodenomina, afirma que sua própria mãe, Jacqueline Marling, realizava em sua casa rituais satânicos e que dos 7 aos 17 anos ela foi obrigada a se deitar com estes homens, incluindo seu padrasto, Colin Batley, que a iniciou nos cultos.
No livro Forest conta que o seu padrasto, que era apenas um vizinho na época, conseguiu convencê-las que manter relações sexuais para provar seu amor aos deuses, caso não fizesse, eles ficariam irritados.
“Colin consegue convencer qualquer pessoa a fazer o que ele quer. Ele me perguntava se eu estava gostando, e eu tinha que dizer que sim. Mas, por dentro, estava morrendo, era horrível”, relata.
Os abusos aconteceram na cidade de Llanelli, em Wales, onde aos 14 anos a jovem foi obrigada a fazer sexo em grupo com a mãe e outros vizinhos da cidade. A britânica revelou que não era a única criança a ser forçada a ter relações sexuais por Batley que usava uma capa com capuz. Durante os rituais nenhuma criança ou mulher poderia encará-lo.
Aos 17 anos Annabelle engravidou do padrasto e fugiu de casa. Em 2011 Marling e Batley foram presos e condenados, o que a fez ficar mais aliviada.
Para alertar as pessoas sobre o que acontece nesses rituais, Forest lançou o livro “The Devil on the Doorstep: my escape from a Satanic Sex Cult”, onde ela deixa claro que rituais como este acontecem no mundo inteiro fazendo crianças serem exploradas sexualmente. Com informações Terra.

Comentários

Mensagens populares