Pastores aprenderão sobre ciência nos seminários

Iniciativa nos EUA ofereceu um milhão e meio de dólares para 10 seminários cristãos
Pastores aprenderão sobre ciência nos semináriosPastores aprenderão sobre ciência nos seminários
A nova geração de líderes cristãos será capaz de oferecer respostas mais complexas quando falarem sobre assuntos científicos. Uma nova iniciativa nos EUA ofereceu um milhão e meio de dólares para 10 seminários cristãos com o intuito de que além de teologia os futuros pastores aprendam sobre ciências.
Os seminários selecionados representam uma ampla diversidade denominacional, demográfica e geográfica, incluindo desde os mais tradicionais até pentecostais. São eles:
School of Divinity – Regent University (Virginia Beach, VA)
Escola de Divindade, da Howard University, (Washington, DC)
Andover Newton Theological School (Newton, Mass.)
Universidade Católica da América (Washington, DC)
Columbia Theological Seminary (Decatur, Ga.)
Seminário Concórdia (St. Louis)
Seminário Teológico Luterano em Gettysburg (Pensilvânia)
Escola Jesuíta de Teologia na Universidade de Santa Clara (Berkeley, Califórnia.)
Seminário Bíblico Multnomah (Portland, Oregon).
Escola de Divindade da Wake Forest University (Winston-Salem, Carolina do Norte)
O dinheiro foi levantado pela Associação Americana para o Avanço da Ciência (AAAS), com financiamento da Fundação John Templeton. Cada instituição terá “Ciências” como parte de seu currículo por pelo menos um semestre. Segundo a AAAS, o programa Ciência nos Seminários irá impactar a vida dos seminaristas e dos membros de suas futuras igrejas.
O projeto-piloto baseia-se no fato de que “muitas pessoas pedem para orientação seus líderes religiosos sobre questões relacionadas com a ciência e tecnologia, embora nem sempre os membros do clero recebam formação na área cientifica”, explica Jennifer Wiseman, diretora do comitê de Diálogo de Ciência, Ética e Religião da AAAS.
Uma pesquisa conjunta realizada pela AAAS 2013 e sociólogos da Universidade Rice descobriram que alguns cristãos (especialmente os evangélicos) são mais propensos que o público em geral a consultar um líder religioso quando têm alguma dúvida sobre a ciência. “O projeto Ciência dos Seminários visa dotar os líderes religiosos com uma base científica sólida para abordar questões da congregação”, disse Wiseman.
O levantamento da AAAS também sugeriu potencial conflito entre religião e ciência. Vinte e dois por cento dos cientistas (e 20% do público em geral) dizem que as pessoas religiosas são hostis à ciência. Por outro lado, 22% da população em geral pensa que os cientistas são hostis à religião. Enquanto 52% dizem acreditar que a ciência e a religião estão em conflito.
Ciência nos Seminários pretende ainda organizar conferências para seminários católicos romanos. O material também ficará disponível online no ScienceforSeminaries.orgCom informações de Christian Today e Huffington Post

Comentários

Mensagens populares