Codex Zacynthius

 Especialistas querem recuperar texto ancestral oculto do Novo Testamento da Bíblia
Foto: Codex Zacynthius: Especialistas querem recuperar texto ancestral oculto do Novo Testamento da Bíblia

Uma equipe de especialistas universitários da Grã-Bretanha se propôs a recuperar um texto ancestral oculto no manuscrito do Novo Testamento, datado do século VI ou VII, e conhecido como Codex Zacynthius. O antigo código é considerado um elemento crucial para a abordagem de qualquer estudo sobre o Novo Testamento. Por isso, os especialistas da Universidade de Cambridge esperam revelar seus segredos assim que for possível arrecadar mais de 1 milhão de libras para comprá-lo.

Procedente do século VI ou VII, o Codex Zacynthius foi deteriorado pela ação do tempo e pela manipulação da mão do homem, que, até o século XIII, introduziu novas passagens, escrevendo em cima de conteúdos originais ou borrando-os. O original dessa obra, que serviu de base a muitas religiões, pertenceu por mais de 200 anos à Sociedade Bíblica Britânica e Estrangeira, até ser leiloado pela instituição por conta de problemas financeiros.
Desde 1984, o manuscrito descansa na biblioteca da Universidade de Cambridge, à espera de um comprador, por parte da mesma entidade, que permitirá submetê-lo a uma análise científica.
O Codex Zacynthus foi decifrado pela primeira vez no ano de 1861, e os especialistas estão convencidos de que contém sérios erros, os quais esperam esclarecer através das técnicas mais modernas.
Fonte: The Daily Mail 

#Naty
Uma equipe de especialistas universitários da Grã-Bretanha se propôs a recuperar um texto ancestral oculto no manuscrito do Novo Testamento, datado do século VI ou VII, e conhecido como Codex Zacynthius. O antigo código é considerado um elemento crucial para a abordagem de qualquer estudo sobre o Novo Testamento. Por isso, os especialistas da Universidade de Cambridge esperam revelar seus segredos assim que for possível arrecadar mais de 1 milhão de libras para comprá-lo.

Procedente do século VI ou VII, o Codex Zacynthius foi deteriorado pela ação do tempo e pela manipulação da mão do homem, que, até o século XIII, introduziu novas passagens, escrevendo em cima de conteúdos originais ou borrando-os. O original dessa obra, que serviu de base a muitas religiões, pertenceu por mais de 200 anos à Sociedade Bíblica Britânica e Estrangeira, até ser leiloado pela instituição por conta de problemas financeiros.
Desde 1984, o manuscrito descansa na biblioteca da Universidade de Cambridge, à espera de um comprador, por parte da mesma entidade, que permitirá submetê-lo a uma análise científica.
O Codex Zacynthus foi decifrado pela primeira vez no ano de 1861, e os especialistas estão convencidos de que contém sérios erros, os quais esperam esclarecer através das técnicas mais modernas.
Fonte: The Daily Mail 

Comentários

Mensagens populares