expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Seguidores

domingo, 15 de fevereiro de 2015

Observatório do Vaticano busca planetas habitáveis

Numa altura de muita coisa estranha acontecendo, a igreja que tem um dos avançados telescópios do mundo de nome Lúcifer, saiu com uma nova noticia ora vejamos...

Telescópio Lúcifer

Cientistas contestam os estudos do observatório por ser formado apenas por pessoas religiosas
Padres católicos estudam planetas habitáveis em um observatório espacial localizado no sudoeste dos Estados Unidos. O que esses religiosos pretendem com este tipo de pesquisa?
De acordo com padre Paul Gabor, vice-diretor do observatório do Vaticano, as pesquisas não servem para encontrar e evangelizar alienígenas. “Nós estamos realmente fazendo ciência, não estamos atrás de alienígenas para ‘evangelizá-los’”.
Os dez astrofísicos trabalham para conquistar avanços sobre o conhecimento que temos hoje a respeito do universo. Mas para trabalhar ali só sendo padre, o que gera alguns conflitos filosóficos com os demais astrofísicos.
Isso porque muitos cientistas são ateus, isso impede que os trabalhos realizados pelo Observatório do Vaticano tenham crédito entre a classe. “Levando em consideração a natureza sobre o que é requisitado para trabalhar no Observatório do Vaticano, você não iria esperar que os melhores cientistas fossem querer fazer parte disso, porque os melhores cientistas, em geral, são ateus”, disse o físico, também ateu, Lawrence Krauss.
Mas para os padres que trabalham no Observatório não existe limite entre ciência e religião. Gabor afirma que consegue entender que há conexão entre a astrofísica e a religião. “Quem tenta entender isso consegue ver que o universo, de fato, quer ser compreendido”. Com informações Terra

PM faz exorcismo na rua

Um vídeo publicado no Facebook na última terça-feira (10), mostra pelo menos quatro policias militares (PM-GO) realizando um ritual de exorcismo em um homem não identificado, que estava sem camiseta. O vídeo de nove minutos mostra o rapaz sendo segurado por dois policiais, enquanto um terceiro PM segura na cabeça do jovem, bastante agitado, dizendo as palavras: “Sai em nome de Jesus!”
O vídeo acima foi gravado por um pedestre que estava passando pelo local e já foi compartilhado por quase 12 mil pessoas em menos de 24 horas, após ser publicado nas redes sociais. A assessoria disse apenas que o fato ocorreu na cidade de Goianira no interior do estado de Goiás e que o motivo inicial que levou a viatura a ser chamada no local foi o fato do suspeito ter quebrado alguns objetos em um bar da região. Até o final da gravação, que dura cerca de 9 minutos, o jovem que estava sendo “abordado” ainda não tinha sido controlado ou mesmo acalmado pelos soldados. 
Os termos exorcismo, esconjuração ou esconjuro, denominam o ritual executado por uma pessoa devidamente autorizada para expulsar espíritos malignos (ou demônios) de uma pessoa que acredite estar num estado de possessão demoníaca. Atualmente é realizado em diversos programas evangélicos na televisão e em dias de culto específicos, conhecidos como “sessões de descarrego”. 
Em nota o Tenente Coronel Ricardo Mendes, porta-voz oficial da PM disse que “A instituição instaurou um procedimento administrativo para apurar a não obediência da orientação oficial padrão de como agir em abordagens, por parte dos soldados envolvidos no vídeo, além de investigar se foi desrespeitada outra orientação do comando, que proíbe policiais militares de registrar e divulgar imagens das ações realizadas pelos agentes.”

Publicado no DM

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

Trocam senhas por implantes de CHIPS

Epicenter, na Suécia, usa a tecnologia RFID para abrir portas e operar a copiadora.
Passar o crachá para entrar no escritório é coisa do passado, pelo menos para os funcionários do Epicenter, um novo prédio de escritórios construído na Suécia. Em vez dos métodos tradicionais de identificação, como os cartões e a digital, foi oferecido aos 400 trabalhadores do edifício o implante de um chip. que pode ser usado não apenas para abrir portas, mas para uma infinidade de outros serviços. 
— Nós queremos poder entender essa tecnologia antes que grandes corporações e governos cheguem a nós e digam que todos devem ter um chip. O chip da Receita Federal, o chip do Facebook ou do Google — disse à BBC Hannes Sjoblad, diretor de tecnologia do escritório. 
O pequeno chip de identificação por radiofrequência (RFID) é implantado nas mãos dos funcionários. O repórter da BBC Rory Cellan-Jones foi um dos chipados. Ele conta que o procedimento, feito por um tatuador, é rápido, mas dolorido. 
— Foi um momento de dor, não muito pior que uma injeção — contou. 
O chip serve para entrar no edifício, abrir portas de escritórios e liberar o uso da copiadora, mas, em breve, deve ganhar outras funções, como realizar pagamentos na cantina ou liberar o uso de computadores.

Publicado em O Globo

Templo dedicado aos deuses nordicos será construido na Islandia

O templo, que será construído perto de Reiquiavique, será o primeiro do gênero a ser erigido desde a época Viking.
Desde a época Viking que não se construía um templo de grandes dimensões dedicado aos deuses do panteão nórdico. 
Há mil anos as crenças nórdicas foram substituídas pelo Cristianismo, com a chegada dos primeiros missionários à Escandinávia. Porém, a antiga religião nunca chegou a desaparecer por completo. As velhas crenças sobreviveram ao passar do tempo, e têm-se tornado bastantes populares nos últimos anos. Prova disso, é a construção do primeiro grande templo dedicado aos deuses nórdicos, como Thor e Odin. O templo, que será erigido na Islândia, será o primeiro deste gênero a ser construído desde a época Viking. 
Hilmar Örn Hilmarsson, sumo-sacerdote da Asatruarfelagid, uma associação islandesa que promove a fé nos deuses nórdicos e que está encarregue da construção do edifício, explicou ao The Guardian que ninguém encara os mitos nórdicos de forma literal. “Ninguém acredita num homem só com um olho que monta um cavalo com oito patas”, disse ao jornal britânico, referindo-se ao mito de Odin. “Encaramos as histórias como metáforas poéticas e como manifestações das forças da natureza e da psicologia humana”. 
O edifício, que terá uma forma circular, será construído no cimo de uma colina, com vista para a capital islandesa — Reiquiavique. Terá ainda um teto com uma cúpula amovível, para deixar entrar a luz do sol, e capacidade para 250 pessoas. O local será utilizado para realizar cerimônias de casamento, funerais, batizados e rituais de iniciação, muito semelhante ao que acontece em outras religiões. A construção deverá estar completa no decorrer do próximo ano. 
Os membros da Asatruarfelagid, fundada em 1972, triplicaram na última década. De acordo com as estatísticas, no ano passado a associação contava com 2.400 membros registados.

Monge mumificado há 20 anos "NÃO ESTÁ MORTO" defendem os budistas

Segundo médico do Dalai Lama, corpo está em estado profundo de meditação.
Um monge mumificado há 200 anos virou notícia em sites do mundo inteiro esta semana. Segundo budistas veteranos, ele está vivo e num estado profundo de meditação. O religioso foi encontrado no dia 27 de janeiro no distrito de Ulan Bator, na Mongólia. 
Agora, exames forenses estão sendo realizados. Acredita-se que o frio da região tenha preservado o corpo, que foi encontrado em bom estado de conservação, enrolado em pele de animais. Alguns especialistas budistas afirmam que a múmia está, na verdade, em um estado espiritual raro conhecido como “tukdam”. E que ele não está morto. 
— Eu tive o privilégio de cuidar de alguns monges que alcançaram o estado “tukdam“ — disse ao "Siberian Times" o médico Barry Kerzin, conhecido por cuidar do Dalai Lama. — Se a pessoa puder se manter neste estado por mais de três semanas — o que acontece raramente — seu corpo começa a encolher gradualmente e, no fim, tudo o que sobra da pessoa é seu cabelo, unha e roupas. Nestes casos, pessoas que vivem próximas ao monge veem um arco-íris que brilha no céu por dias consecutivos. É o estado mais próximo ao estado de Buda. Se o monge conseguir continuar neste estado meditativo, ele pode se tornar um Buda. Ao alcançar tal nível espiritual, o meditador também pode ajudar outros, e todos ao redor sentem uma alegria profunda. 
A notícia foi originalmente publicada no “Siberian Times” e repercutida pela imprensa internacional, sem revisão por publicações científicas. De acordo com Ganhugiyn Purevbata, professor do Instituto de Arte Budista da Mongólia, o monge “está sentado na posição de lótus, com a mão esquerda aberta, e a direita simboliza a reza do Sutra”. 
— Este é um sinal que o Lama não está morto, mas em meditação muito profunda, de acordo com tradições antigas dos Lamas budistas — disse Purevbata. 

CASO DE POLÍCIA 
Segundo informações da policia local, a múmia foi roubada de outra parte do país e estava prestes a ser vendida no mercado negro. O corpo do monge teria sido retirado de uma caverna na região de Kobdsk e armazenada em uma casa em Ulan Bator. 
O contrabandista, identificado pela mídia local apenas como Enhtor, foi preso sob acusação de roubar itens de valor cultural e pode ser punido com multa de até US$ 43 mil e entre cinco e 12 anos de prisão. Agora, o monge está sendo guardado no Centro Nacional de Conhecimento Forense, na capital Ulan Bator.

Cidade de MG vai erguer estátua de Jesus com dinheiro público

Sagrado Coração de Itanhomi será 2 metros menor que Cristo Redentor
Cidade de MG vai erguer estátua de Jesus com dinheiro públicoCidade de MG vai erguer estátua de Jesus com dinheiro público
A estátua do Cristo Redentor, no Rio de Janeiro, é um dos cartões postais mais conhecidos do Brasil. Mede 30 metros, sendo mais oito metros do pedestal. Pois a pequena cidade mineira de Itanhomi, a 309 km de Belo Horizonte, fará uma estátua de Jesus com 28 metros de altura.
O monumento foi criado pelo artista plástico Evandro di Caetano e ficará sobre um pedestal de três metros no morro do Cruzeiro, o mais alto da cidade. Com apenas 12 mil habitantes, Itanhomi pretende que o local seja um atrativo turístico e centro de peregrinação. Com um custo estimado de R$ 200 mil, a imagem do Sagrado Coração de Jesus terá um peso estimado de 30 toneladas. Ficará em frente à catedral da cidade, que leva o mesmo nome da estátua.
Montada sobre uma estrutura de ferro, moldada à mão em argamassa. Os braços serão de concreto armado e sua estrutura contempla uma escada interna de 72 degraus, tamanho de um prédio de seis andares. No peitoril da estátua, um mirante para cerca de dez pessoas. A pintura colorida, com um manto branco será com tinta epóxi, mais resistente à deterioração.
Estima-se que a obra demorará seis meses de trabalho, com uma equipe de 20 pessoas envolvidas no projeto.

Dinheiro público

A estrutura do entorno já foi completada, incluindo restaurante, lanchonete, estacionamento e os banheiros. A rua que dá acesso ao local foi toda pavimentada. O consultor jurídico da Prefeitura de Itanhomi Leonardo da Gama Lima, conta que algumas empresas da região vão ajudar no investimento, mas a maior parte será com dinheiro público.
“É difícil, a prefeitura tem seus gastos prioritários. Mas esse ano vamos conseguir o dinheiro necessário com os seis deputados (três estaduais e três federais) votados na cidade, que podem fazer emendas parlamentares”, explica Leonardo
“A prefeitura não vai tirar nada do orçamento. Não dá. Vamos entrar somente com a mão-de-obra”, ressalta. Lembra ainda que o projeto foi aprovado pela Câmara de Vereadores há mais de dez anos, mas somente agora será possível executá-lo.
Para a prefeitura é uma “questão de honra a cidade inaugurar o Sagrado Coração de Jesus, o padroeiro da cidade, também este ano. Vamos conseguir, sim. Se Deus quiser”, finaliza. Com informações UOL

Vidente se dizer perseguida por membros da IURD


Vidente se dizer perseguida por membros da IURD

A igreja teria pintando o muro apagando os anúncios dos trabalhos por ela realizados
Uma vidente de Goiânia está acusando membros da Igreja Universal do Reino de Deus de arrancarem a imagem da Nossa Senhora de Aparecida da porta de sua casa. Tânia Aparecida, mais conhecida como irmã Nathalia, denuncia seus novos vizinhos dizendo que eles praticam o crime de intolerância religiosa.
“Há menos de uma semana, esta igreja se instalou ao lado do meu consultório. Desde então, faltam o respeito comigo. Se já não bastasse entrar na minha propriedade e pintar minha parede sem permissão, ainda destruíram a imagem de Nossa Senhora de Aparecida”, disse a vidente ao jornal Diário da Manhã.
Segundo ela no último domingo (25) de janeiro a Igreja Universal pintou a parede do prédio e invadiu a parte dela apagando a propaganda dos seus trabalhos como vidente. “Há mais de 30 anos moro nesta casa. Criei meus filhos aqui”, lamenta.
A vidente afirma sofrer com os vizinhos, que além de não respeitar sua crença e seus espaços, também não respeitam os limites das calçadas e estão colocando o lixo da igreja na entrada da casa de Tânia.
“Eles colocam sacos de lixos na porta da minha casa, já pedi para que não fizessem isso, mas não adiantou. Quando tento conversar com eles (pastores) para chegarmos a um acordo de convivência, me olham com discriminação. Igual cão raivoso. Penso que evangélico deveria ser mais educado, mais irmão. Jesus não pregava o ódio, mas o amor entre as criaturas”.
O jornal Diário da Manhã tentou conversar com os pastores da IURD, o pastor Diego que estava presente preferiu não responder usando o direito do silêncio, assim como outros pastores e membros da denominação que escolheram não se manifestar sobre o caso.

Ateu ganha R$ 270 mil por ano vendendo Bíblia

Para não se sentir culpado, ele adoptou o pensamento de que vende um livro de ficção qualquer
Ateu ganha R$ 270 mil por ano vendendo BíbliaAteu ganha R$ 270 mil por ano vendendo Bíblia
Quando descobriu que um parente estava ganhando de US$ 8 mil (R$ 21 mil) a US$ 10 mil (R$ 26 mil) por mês vendendo aplicativos na App Store, o americano Trevor McKendrick resolveu que deveria tentar entrar na área.
Foi assim que em 2012 ele analisou o mercado e viu que havia poucos aplicativos da Bíblia em língua espanhola, com seus conhecimentos no idioma – por ter vivido alguns anos no México- McKendrick contratou um programador romeno para ajudá-lo e lançou uma primeira versão da Bíblia em espanhol.
Em entrevista ao produtor de rádio Alex Blumberg, publicado em seu site pessoal, o americano revelou que tinha intenção de ganhar US$ 600 por mês para poder pelo menos pagar os custos de hospedagem na plataforma. Mas no primeiro mês ele conseguiu US$ 1,5 mil.
“Mesmo não sendo uma grande quantia, pelo pouco tempo e baixo investimento inicial já podia tê-lo considerado um projeto de sucesso”, diz McKendrick.
O próximo passo do americano foi contratar um estúdio de gravação e transformar a Bíblia em “audiobook”, meses depois ele lançou um aplicativo da Bíblia em áudio e aumentou para US$ 5 mil seu faturamento. No primeiro ano o aplicativo gerou US$ 73 mil e em 2014 ele obteve mais de US$ 100 mil (R$ 270 mil).
McKendrick foi criado na igreja Mórmon, chegou a estudar em um colégio da denominação e a se casar, mas depois que seu irmão deixou a igreja ele se tornou ateu e hoje vender Bíblias para ele é como comercializar um livro de ficção. “Eu me sinto terrível sobre o fato de vender a Bíblia, mas encaro como um outro livro e acredito que o que realmente vendo é ficção”.
Com o dinheiro que tem ganhado com as vendas dos apps, o americano investiu na criação de uma empresa de manutenção na área de TI que é sua área de formação. Com informações Época

Evangelho da “sorte” é traduzido por estudiosos

Texto seria usado em sessões de adivinhação para tentar prever o futuro.
Evangelho da “sorte” é traduzido por estudiososEvangelho da "sorte" é traduzido por estudiosos
Estudiosos da Universidade de Princeton, Nova Jersey, Estados Unidos, traduziram um livro datado de 1500 anos do Museu Sackler da Universidade de Harvard que contém um tipo de evangelho até então desconhecido dos estudiosos, que faz poucas menções a Jesus Cristo e reúne uma série de oráculos.
O antigo manuscrito seria usado como uma espécie de auto ajuda que favorecia o leitor com orientações e incentivos, além de supostamente apresentar soluções instantâneas para as pessoas que procuravam ajuda para seus problemas.
O Evangelho dos Lotes de Maria, como tem sido chamado o manuscrito, é semelhante ao Evangelho de Tomé, um texto não canônico. Além disso, o texto reúne 37 oráculos para ajudar a encontrar solução para os problemas. Os estudiosos acreditam que o texto foi usado como uma espécie de adivinhação, em que o dono do livro era procurado e consultava os escritos para tentar solucionar o problema do indivíduo necessitado.
Anne Marie Luijendijk, professora de religião da Universidade de Princeton, acredita que o adivinho que usava o livro como uma espécie de consultoria interpretava os oráculos de acordo com as necessidades apresentadas, seguindo etapas no processo.
Evangelho de Maria
“Quando comecei a decifrar o manuscrito e encontrei a palavra ‘evangelho’ na linha de abertura, eu esperava ler uma narrativa sobre a vida e morte de Jesus como os evangelhos canônicos, ou uma coleção de ditos semelhante ao Evangelho de Tomé (um texto não canônico)”, conta Luijendijk.
Escrito em copta, uma língua egípcia, a abertura do livro lê: “O Evangelho da Sorte de Maria, a mãe do Senhor Jesus Cristo, a quem Gabriel Arcanjo trouxe a boa notícia. O que avançar com todo o seu coração vai obter o que procura. Só não seja de duas mentes”.
Os oráculos eram escritos com textos vagos, como por exemplo de número 37, que diz o seguinte: “Você sabe que fez o seu melhor. Ainda assim, você teve mais perdas do que ganhos, pois enfrentou muita disputa e guerra. Mas tenha paciência, pois sua vitória virá através do Deus de Abraão, Isaque e Jacó.”
O livro é um tipo especial, conhecido como “lot book” (livro da sorte), usado para tentar prever o futuro de uma pessoa. Esse seria o único livro conhecido com este propósito que recebeu o nome de “evangelho”, segundo Luijendijk.
“O fato de que este livro é chamado dessa forma é muito significativo”, disse Luijendijk. “Para mim, indica que tinha algo a ver com a maneira com que as pessoas o consultavam, e também com ser visto como uma boa notícia [evangelho ou “gospel” significa literalmente boa notícia]”, explica. “Ninguém que quer saber o futuro quer ouvir más notícias”. Com informações Live Science

domingo, 1 de fevereiro de 2015

AtaqueParanormal? Mulher é 'empurrada' por fantasma no Chile (VÍDEO)


No Chile, os fantasmas não parecem muito interessados em respeitar a expressão"descanse em paz".
Vítima de bullying paranormalCecilia Carrasco afirma ter sido empurrada por um espírito enquanto se dirigia ao balcão de informações de um hotel, onde estava hospedada.
As imagens divulgadas pela rede de TV Chilevision, no Youtube, mostram o momento exacto em que Cecilia é bruscamente empurrada por uma "força estranha" - não confunda com a música de Caetano Veloso. lol
Em entrevista, a "vítima" não apenas alega que o chão estava seco, como as imagens do circuito de segurança do hotel comprovam: Cecilia estava parada.

Andressa Urach diz ter visto Anjos da Morte


A modelo, que se recupera de uma inflamação nas pernas por uso de hidrogel, fala da internação e diz que cometeu muitos pecados por vaidade. 
Ela se aproximou da morte e renasceu. Depois de passar 25 dias internada por conta de uma inflamação causada pelo uso de hidrogel nas coxas e com isso apresentar um quadro de sepse, Andressa Urach parece ter tirado lições do que sofreu. A modelo, com seis quilos a menos, sem as unhas postiças e o megahair, recebeu a equipe do EGO no edifício onde comprou para a mãe um apartamento em um bairro de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul. Usando um vestido longo - novo estilo de roupa adotado por ela desde que começaram os incômodos nas pernas em junho - e se apresentando serena, Andressa mencionou as palavras Deus e renascimento várias vezes. À mãe, Marisete De Faveri , ela agradece a árdua luta para mantê-la viva. 
Nos 25 dias que passou internada na UTI do Hospital Nossa Senhora da Conceição, em Porto Alegre, ela conta que a morte passou perto dela e que foi graças à fé materna e à necessidade de se manter viva para cuidar do filho, Arthur, de 9 anos, que Andressa foi e voltou.
Durante a entrevista, Andressa revelou detalhes de parte do drama que viveu no hospital. Com a sepse, seus rins pararam de funcionar e ela viu seu corpo inchado, com quase 150 quilos. Na maca, era assombrada por vultos negros que gritavam e a envolviam. 
Urach aponta o seu passado pecaminoso, como avalia, o responsável por tudo o que sofreu nesses últimos meses. Além do excesso de vaidade, que a levou às consequências desastrosas do presente, Andressa revelou que durante cinco anos contou com o trabalho de uma senhora para obter fama e dinheiro. Seguindo as orientações da mulher, ela diz que travava pactos com orixás e uma pombagira para conquistar luxo, riqueza e a tão almejada fama.
Andressa acredita que tenha quase gastado o valor de um apartamento nesses trabalhos de magia para, segundo ela, conseguir o que queria e afastar pessoas indesejáveis que poderiam prejudicar sua ascensão. “Também fiz muito sexo por interesse, nunca por amor. Sempre me envolvi com homens de bom poder aquisitivo, comprometidos, casados, para conseguir deles boas viagens e bons jantares. Não tenho vergonha de contar, porque isso faz parte do meu passado.” Em franca recuperação e disposta a escrever uma nova história para si, ela pretende voltar à bancada do programa que apresenta, o “Muito show”, na Rede TV, no dia 9 de fevereiro. No carnaval quer estar no sambódromo paulistano para comandar de lá os desfiles para a Rede TV: “Amo o meu trabalho!”. Leia, abaixo, o que disse Andressa Urach em conversa com o EGO.

Fantasmas da morte
“No hospital vi espíritos da morte querendo levar a minha alma. Eram a alma da morte. Eles me rondavam porque queriam a minha alma de qualquer jeito. Isso tudo porque eu não agradeci a Deus. Foi a fé da minha mãe, que foi um elo com Deus, que fez com que as almas fossem embora. Eu estava perturbada. Eram almas feito nuvens escuras. Me davam um sentimento de medo e faziam barulhos assustadores como espíritos sofredores. Pareciam vultos escuros como se fossem fumaças. O vulto mais forte deles era um bem escuro que passava dentro do meu corpo. Pedi para suspenderem a morfina porque eles achavam que era ela que me fazia delirar. Mas eu acredito nessa coisa de espírito e achava que a substância me deixava entre esses dois mundos. Minha mãe chamou pastores que oraram por mim. Os médicos retiraram a morfina e as visões pararam.”

Pecados
“Não cometi pecados de matar, de roubar, mas pecados de excesso de vaidade, de arrogância. Era arrogante talvez em função da vida difícil que tive. Ignorada pelo meu pai, abusada sexualmente dos 2 aos 8 anos pelo marido da mulher maravilhosa que me criou, uma professora de português, fui ficando com o coração mais frio. Também passei por cima de algumas pessoas e também expus muito a minha vida, o meu corpo... No hospital passou todo esse filme na minha cabeça, mas Deus conhecia o meu coração. Sabia que maldade eu jamais tinha feito e eu clamei pela vida do meu filho. Ele é o ser humano mais importante para mim, foi o amor dele que me salvou e me fez voltar para a terra. Tenho certeza disso.” 

Pacto com entidades espirituais
“Tinha consulta com uma senhora que comandava um centro. Não chegou a ser magia negra, não sei explicar muito bem. Eu não chegava a frequentar um centro, mas tinha a sua ajuda. Ela me dava banhos de perfume, de sal para me limpar. Pedia para os orixás tudo que queria: o sucesso, o bom carro, o apartamento, consegui tudo. Eu paguei muito caro por isso. A promessa que fiz com a minha pompagira na época foi que, para cada R$ 1 mil que eu ganhasse, eu daria uma champanhe a ela. Fora os R$ 5 mil da festa de final de ano do centro espírita que eu também dava. Para celebrar os trabalhos que conquistava na televisão, doava R$ 3 mil. Também fiz mal para algumas pessoas, fazendo trabalhos para elas se afastarem de mim. A senhora que comandava o centro dizia o nome da pessoa, e eu fazia o trabalho para mantê-la longe.”

Sexo por interesse
“Conquistei tudo o que eu quis, mas fui infeliz na vida amorosa. Os homens que se aproximavam de mim ou eram homens casados, ou comprometidos. Eu queria um amor de verdade. Sempre busquei isso, mas sabia que pelo fato de explorar demais esse lado sensual de bumbum, nenhum homem me aceitava. Eu sabia que esse era o preço que eu tinha a pagar por trabalhar na televisão. Só me envolvia com homens com bom poder aquisitivo. Sempre tive preconceito com homem que não tinha dinheiro. Sempre quis homens que me proporcionassem bons jantares, boas viagens, e isso é um pensamento triste. Não buscava o sentimento da pessoa e, sim, o que ela poderia me oferecer. Me envolvia com os homens por interesse. Não tenho vergonha de contar porque isso faz parte do meu passado.” 

Shows eróticos
“Fiz striptease por cachês muito bons. Fiz, sim. Mas ali eu te digo: não foi pecado porque não estava vendendo meu corpo para o sexo. Era um show que famosas como Gretchen fazem. Eu era uma profissional que foi contratada pra ficar seminua e dançar. Foi um trabalho. Não era uma prostituição. Nunca dormi com um homem e ele me deu dinheiro depois. Hoje as prioridades são outras. A gente não pode mudar o nosso passado, mas pode mudar o nosso futuro. Agora as pessoas vão me ver pelas minhas atitudes.”

Vida nova
“Está mudando tudo! Minha forma de viver, de pensar, de me alimentar (voz emocionada)... Tanto fisicamente quanto espiritualmente. Isso se deu a partir do momento que me vi diante da morte. Sei que sou um milagre de Deus, a experiência que vivi com Deus só eu sei. Ele é vivo, Ele existe.”

Fotos de dentro do hospital
“Sei quem as tirou. Foram parentes. Como vou punir um parente? Isso me deixou muito mal. Chorei durante três dias. Eu pedi para eles tirarem as fotos para eu guardar o processo da minha evolução clínica. Jamais venderia essas imagens para ganhar dinheiro, vaidosa do jeito que sou.”

Pai
“Quando nasci meu pai me ignorou. Aos 11 anos, pedi a minha mãe para conhecê-lo. Ficamos dez minutos juntos, ele estava no matagal de sua cidade caçando quando fomos apresentados. Com 14, pedi para ir morar com ele e convivi em sua casa por três meses. Eu o vi novamente quando meu filho nasceu, quando eu tinha 17 anos. Fui com meu marido até sua cidade para apresentá-lo ao neto. Depois disso, fiquei dez anos sem vê-lo. Ele nunca me procurou! No hospital, ao chegar para me visitar, disse que faria um escândalo se não pudesse me ver. Entrou no quarto e ficou dez minutos comigo. Depois contou tudo o que viu para uma emissora de TV que o levou até lá. Ele me magoou muito.”

Cicatrizes nas pernas
“Vou deixá-las lá, como estão. Tomei medo de cirurgia. Pensei em fazer tatuagem para escondê-las, mas elas não estão me incomodando diante de tudo que passei. Nem estava usando mais roupa curta porque há um ano mudei meu estilo de roupa, usava saias mais longas. Pode ser que de repente eu até coloque um shortinho jeans e mostre as minhas cicatrizes para todo mundo ver. Elas são as marcas da minha vitória. Não existe um guerreiro que não tenha cicatrizes.”

Publicado no EGO

Russos constroem “Arca de Noé” para resistir ao Apocalipse

Projecto irá guardar ADN de todos os seres vivos da Terra
Russos constroem
A Universidade Estatal de Moscou (MSU), na Rússia, recebeu cerca de 161 milhões de euros para criar o primeiro acervo mundial reunindo material genético de todas as espécies conhecidas, vivas e extintas.
Chamado de “Arca de Noé”, o projeto terá uma área de 430.000 metros quadrados. Deve ficar pronto em 2018 e será algo único no mundo. O reitor da MSU, Viktor Sadivnichy, explicou que “[O projeto] vai envolver a criação de um depósito (um banco de dados) que armazenará o DNA de todas as criaturas vivas da Terra. Não apenas as que ainda existem, mas as que estão em vias de extinção e as que já desapareceram”.
“[A arca] permite que congelemos e armazenemos criogenicamente vários materiais celulares, que poderão eventualmente ser reproduzidos e todos sistemas de informação sobre eles”, esclareceu.
Isso indica que os russos teriam condições de hipoteticamente clonar qualquer animal ou planta no futuro. Quando estiver pronta, a “Arca” ultrapassará o “zoológico congelado”, projeto do Zoo de San Diego (EUA) e o Projeto Frozen Ark, no Reino Unido. Atualmente, o Museu Nacional de História Natural dos EUA é o maior depósito de material biológico do planeta, com mais de 4,2 milhões de amostras genéticas.
Os russos pretendem tomar esse posto, mas esclarecem que desejam coordenar esforços para unir todas essas bases de dados para que, na eventualidade de uma catástrofe global, a vida na Terra seja recriada. Ou seja, seria um seguro contra o “fim do mundo”. Com informações Daily Mail

“Indiana Jones judeu” diz saber onde está a Arca da Aliança



Arqueólogo afirma que existe um túnel que leva até câmara secreta
A Arca da Aliança é o artefato mais sagrado e significativo do judaísmo. De grande importância religiosa e histórica, passou a fazer parte do imaginário popular após o lançamento do filme Indiana Jones e os Caçadores da Arca Perdida.
O especialista em TI Harry Moskoff, que também é arqueólogo e cineasta amador, recebeu o apelido de “Indiana Jones judeu”. Ele dedicou os últimos 25 anos de sua vida para descobrir a localização dessa “Arca Perdida”.
Em entrevista ao site Israel News, conta que já se reuniu com diversas autoridades rabínicas e arqueológicos de renome mundial em busca de informações. Revestida de ouro puro, a Arca foi construída por orientação de Deus e fez parte da peregrinação dos judeus no Êxodo durante 40 anos.
Era a peça mais importante no Templo de Salomão e ficava no local chamado santo dos santos. Segundo a Bíblia, representava a presença do próprio Deus. Foi vista pela última vez no ano 586 a.C., quando os babilônios conquistaram Jerusalém e destruíram o Templo. O que aconteceu com a Arca permanece um mistério até hoje.
Moskoff acredita que está muito perto de encontrar a verdadeira localização da Arca, afirmando que ela está enterrada no Monte do Templo. Sua teoria, com base em evidências históricas, arqueológicas, topográficas e bíblicas, é que quando encontrar-se a verdadeira localização do Santo dos Santos, a caixa de ouro estará em uma câmara secreta, construída diretamente abaixo, numa sala construída pelo rei Salomão. Segundo tradições judaicas, o rei previu a destruição do Templo e teria edificado esse local como segurança.
Harry Moskoff
Harry Moskoff, o “Indiana Jones judeu”.

De modo geral, acredita-se que a mesquita chamada de “Domo da Rocha” foi construída sobre o local do Templo. Porém, eruditos judeus argumentam que Deus jamais permitiria qualquer edifício ser construído em cima do Santo dos Santos. Moskoff afirma ter estudado a fundo a estrutura do Monte Moriá, nome que os judeus dão ao local. Ele explica que vários historiadores conhecidos afirmam saber a localização exata do templo judaico, contudo “algumas coisas simplesmente não faziam sentido com a topografia original da montanha”.
Sua opção foi manter-se fiel ao relato bíblico e ao livro “À Sombra do Templo” (1982), do famoso arqueólogo israelense Meir Ben-Dov. Um dos trabalhos mais conhecidos de Ben-Dov foi a descoberta de um túnel mencionado nas escrituras judaicas que era usado pelos sacerdotes que estavam “ritualmente impuros”.
“O túnel foi construído na parte sul do Monte. Conduz a um banheiro ritual. Este lugar é descrito no Talmude. Ele (Ben-Dov) descobriu que túnel existe até hoje, da mesma maneira como foi descrito”, disse Moskoff. “Este túnel foi bloqueado há 150 anos e é claro que muitos querem que permaneça fechado. Mais de 2.000 anos depois, o túnel continua inteiro. Se passarmos por esse túnel, ele nos levará até a localização exata do Templo”, comemora.
Para Moskoff o problema é que a maioria dos arqueólogos não são religiosos e minimizam os relatos das Escrituras como fatuais. Por isso não acharam a arca até hoje. “Nenhum deles está procurando a Arca de uma perspectiva verdadeiramente judaica, tradicional e bíblica, conciliando todas as fontes”, defende Moskoff
O principal empecilho para que possa mostrar ao mundo se tua teoria está correta é o fato de as escavações sob o Monte serem proibidas. O local, que também é sagrado para os muçulmanos, é administrado pela Waqf, ligado ao governo da Jordânia.
Perguntado sobre por que dedicar-se tantos anos por algo que não pode provar, Moskoff explica que entende que a revelação da arca está ligada ao cenário dos últimos dias, quando o Templo será reerguido.
“Quando se fala sobre a Arca, não pode deixar de falar sobre o que está acontecendo hoje em Israel. Quase todos os dias, Jerusalém e o Monte do Templo estão nas manchetes. Ao descobrir a Arca ou mesmo outros artefatos relacionados ao Templo poderia iniciar uma revolução”, disse ele.
Ele produziu um documentário explicando sua teoria detalhadamente. Também criou um site para divulgar suas descobertas.

Ciencia

Ciencia