Estado Islâmico treina mais de 400 crianças para combater na Síria

Além do treinamento militar, elas também são doutrinadas religiosamente

Mais de 400 crianças foram treinadas pelo Estado Islâmico para combaterem na Síria, segundo informações divulgadas nesta terça-feira (24) pelo Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH), ONG sediada na Grã-Bretanha.
“Os jihadistas submetem as crianças, a quem chamam de ‘filhotes dos leões do Califado’, a intensivos treinamentos militares e religiosos nos territórios que controlam na Síria”, informa a OSDH.
Os terroristas divulgaram vários vídeos nas redes sociais mostrando crianças carregando armas, disparando e rastejando no chão durante os treinamentos de guerrilha. Os vídeos também mostram essas mesmas crianças passando por estudos religiosos.
“Quando atingem a idade de 15 anos, esses meninos têm a opção de virar verdadeiros combatentes que recebem salário”, afirma Rami Abdel Rahman, diretor da ONG.
Rahman diz também que as crianças podem escolher se querem ou não lutar, mas escolhem o combate por não ter outras opções uma vez que nesses treinamentos elas não estudam e acabam não conseguindo trabalho. “O EI tenta atrair as crianças com dinheiro e armas”, acrescentou.
Algumas crianças já apareceram em vídeos do EI executando os reféns do grupo, além disse pelo menos dez delas participaram como terroristas suicidas na Síria. “Trata-se de uma lavagem cerebral”, afirmou o diretor da OSDH.
A ONG Human Rights Watch também está acompanhando esses casos e se mostra preocupada com a participação de crianças em ações tão violentas. “O chocante é que não escondem que usam crianças, ao contrário, se orgulham disso”, disse o diretor adjunto Nadim Hury. Com informações G1

Comentários

Mensagens populares