expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Seguidores

sexta-feira, 3 de abril de 2015

Passageiros teriam gritado "Meu Deus" antes do avião cair

Jornal alemão Bild e revista francesa Paris Match revelaram existência de um vídeo com últimos segundo do voo, que mostra os passageiros gritando. 
A Lufthansa, dona da Germanwings, admitiu na terça-feira (31) que sabia que o copiloto Andreas Lubitz tinha sido tratado, ainda quando ele era aluno da escola de voo, por depressão severa.
A companhia acabou fornecendo e-mails trocados pelo próprio Andreas e a escola de treinamento da Lufthansa.
Segundo relatam o jornal Bild e a revista Paris Match, houve forte gritaria no avião, com a frase "Meu Deus" em diversas línguas.
O copiloto enviou documentos médicos que informam que ele teve um episódio de depressão severa, que o obrigou a interromper o treinamento por alguns meses em 2009.
A declaração da Lufthansa contradiz o que o próprio presidente garantira em entrevista na semana passada, que nada havia no quadro médico do piloto que o impedisse de voar.
Na terça-feira (31), o jornal alemão Bild e a revista francesa Paris Match revelaram a existência de um vídeo feito por celular dos últimos segundos do voo, descoberto em meio aos destroços do avião. As imagens não foram divulgadas.
Segundo relatam as duas publicações, houve forte gritaria no avião, com a frase "Meu Deus" em diversas línguas, dos passageiros sabendo o que estava acontecendo.
Ouvem-se batidas com um objeto de metal contra a porta da cabine e pode-se perceber o primeiro choque da asa direita do avião contra uma montanha. É quando os gritos se intensificam e o vídeo acaba. Autoridades francesas desmentiram a existência do vídeo.

Publicado em Jornal da Globo

Sem comentários:

Enviar um comentário

Deixe aqui o seu comentário...

Ciencia

Ciencia