expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Seguidores

quarta-feira, 11 de novembro de 2015

Papa critica sacerdotes apegados ao dinheiro

Ele ensina que é necessário servir as pessoas e levar a mensagem do Evangelho

Papa critica sacerdotes apegados ao dinheiroPapa critica sacerdotes apegados ao dinheiro
O papa Francisco enviou um recado aos membros do clero da Igreja Católica dizendo que não há espaço para os apegados ao dinheiro.
O líder afirmou que entre os padres e bispos há muitos que não estão interessados em servir, mas de fazer carreira na igreja se apegando ao dinheiro.
“Também na Igreja, há aqueles que em vez de servir, de pensar nos outros, de estabelecer as bases, se servem da Igreja: os carreiristas, os apegados ao dinheiro. E quantos sacerdotes, bispos, vimos assim. É triste dizer isso, não?”, disse ele durante uma homilia na Casa de Santa Marta.
A palavra do Papa tem ligação com as informações divulgadas pela imprensa internacional mostrando dados confidenciais sobre atividades financeiras da Santa Sé.
Ciente do que está sendo divulgado, Francisco ministrou dizendo que a “radicalidade do Evangelho” está em “servir, estar ao serviço de, não parar, ir ainda mais longe, esquecendo-se de si mesmo”.
Ainda na missa, o papa pregou que a igreja não pode estar fechada em si mesma, sendo necessário ministrar para os outros e servir as pessoas.
“Confesso-lhes quanta alegria tenho, eu, que me comovo, quando alguns padres vêm a esta Missa e me cumprimentam: ‘Oh padre, vim aqui para encontrar os meus, porque há 40 anos sou missionário na Amazónia’. Ou uma religiosa que diz: ‘Eu trabalho há 30 anos num hospital na África’. Ou quando encontro uma irmãzinha que há 30, 40 anos trabalha na secção do hospital com as pessoas com deficiência, sempre sorridente”, afirmou o líder católico.
Ele incentivou os sacerdotes presentes a irem além para ministrar o Evangelho. “Que o Senhor nos dê a graça que deu a Paulo, o ponto de honra para ir sempre em frente, sempre, renunciando às próprias comodidades, e nos livre das tentações, dessas tentações que, são fundamentalmente, as tentações de uma vida dupla: apresento-me como ministro, como quem serve, mas no fundo eu me sirvo dos outros”, concluiu. Com informações Agência Ecclesia

Sem comentários:

Enviar um comentário

Deixe aqui o seu comentário...

Ciencia

Ciencia