expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Seguidores

segunda-feira, 23 de maio de 2016

Homem vê e conversa com Deus enquanto médicos scaneam seu cérebro


Notícias que envolvem ciência e religião são sempre muito curiosas e polêmicas. Na semana passada, pesquisadores israelenses divulgaram um caso insólito: um paciente em estado grave de epilepsia relatou ter visto e conversado com uma figura que ele identificou como sendo Deus. E o melhor de tudo é que o homem estava conectado a um scanner cerebral, então os médicos puderam monitorar as regiões ativas no momento do suposto contato.
Além disso, apesar de o homem ser judeu, ele não se considerava uma pessoa muito religiosa. Até então, ele nunca havia tido nenhuma experiência inexplicável, tornando a história ainda mais surreal. O homem, de 46 anos, sofre de epilepsia de lobo temporal direito a vida inteira, o que causa alucinações que podem durar de alguns segundos ou até vários minutos.
Seu tratamento inclui medicações anticonvulsivas, que evitam que as crises neurais se espalhem para outras áreas do seu cérebro. “Enquanto estava deitado na cama, o paciente congelou de forma abrupta e olhou para o teto por alguns minutos, afirmando mais tarde que ele sentiu que Deus estava se aproximando dele”, relatou um dos médicos.
Homem teve crise epilética e supostamente conversou com Deus durante exame médico
Publicidade

Psicose ou mistérios da fé?

Se você achou isso estranho, precisa saber o que aconteceu depois... De acordo com os médicos, durante o transe, o homem começou a entoar cânticos religiosos e, olhando fixamente para o seu solidéu (aquele chapéu usado pelos judeus), gritou: “E você é Adonai, o Senhor!”. Adonai é a maneira como os judeus se referem a Deus.
Depois do relato, os médicos foram analisar o que a varredura cerebral apontou durante o suposto encontro do homem com Deus. Curiosamente, houve um aumento da atividade no córtex pré-frontal esquerdo – no lado oposto de onde se originam suas crises epiléticas. Segundo os especialistas, o homem teve uma experiência PP, que pode surgir durante uma convulsão e causa alucinações visuais e/ou auditivas, delírios, paranoia e até agressões.
A PP é conhecida como “psicose pós-ictal”, sendo bastante grave, mas rara de ser observada. Isso deixou a equipe médica intrigada, já que o paciente nunca tinha demonstrado algo do gênero e teve a ocorrência justamente em frente aos especialistas. O fato de ela ter trazido “alucinações” com Deus deixa tudo ainda mais misterioso, e os médicos não souberam determinar o motivo para isso acontecer com uma pessoa que não praticava a religião.
Atividade cerebral do paciente durante seu suposto encontro com Deus

Sem comentários:

Enviar um comentário

Deixe aqui o seu comentário...

Ciencia

Ciencia