Vlogueiro Felipe Neto crítica opinião contrária à homossexualidade: “Homofobia não é sair pela rua com uma espingarda caçando gay, é não aceitar determinadas pessoas”


O ator e vlogueiro Felipe Neto publicou em seu canal no Youtube, um vídeo em que critica a opinião de quem não concorda com a prática homossexual.
“Respeito não é só dizer bom dia. A partir do momento que você defende uma opinião de que os gays são uma abominação, de que isso não deveria existir, que é uma promiscuidade e coisas do gênero… Meu amigo você não está respeitando. Homofobia não é sair pela rua com uma espingarda caçando gay [...] Homofobia é muito mais do que isso. É você utilizar suas palavras, e sua filosofia de vida pra simplesmente não aceitar determinadas pessoas”, disse Felipe Neto no vídeo “Homofobia – Não faz sentido”.
A crítica de Felipe Neto foi feita ponto a ponto no que muitas pessoas usam como argumento para se oporem à aprovação do casamento gay, por exemplo. O vlogueiro afirma que “ninguém gosta de ver duas pessoas se engalfinhando nas ruas”, mas que isso não deve ser usado para esconder das crianças que há homossexualidade.
“Você tem que educar seu filho para que ele tenha a mente aberta, não condenativa, não punitiva, não vingativa. Você tem obrigação de fazer com que seu filho seja uma pessoa decente”, afirma Felipe Neto.
Contra o argumento de que a aprovação do casamento gay e adoção de crianças por casais homossexuais resultaria no fim da família tradicional, Felipe ironizou: “Eu sempre achei que o fim da família viria pela desunião, pela falta de compromisso, pela infidelidade, pelo Facebook…”.
Felipe disse que durante o tempo que tem publicado vídeos em seu canal pessoal nunca abordou temas ligados às religiões, mas que no caso da homofobia, seria inevitável. Citando as passagens bíblicas que falam sobre a homossexualidade, Felipe Neto diz que a Bíblia deve ser analisada “de forma inteligente”.
O vlogueiro diz ainda que o livro de Levítico contém passagens que foram usadas para defender a escravidão, mas que hoje, essa defesa foi deixada de lado e entendida como fora de contexto. “Não seja manipulável”, afirmou Felipe Neto.
No Novo Testamento, Felipe Neto diz que a “listinha de Paulo não é suficiente para sustentar argumentos homofóbicos”, pois ela condenaria “95% dos adolescentes”, pois nela há todo tipo de pecado enumerado.
“Você não precisa deixar de ser cristão, não precisa deixar de crer na Bíblia, você só precisa crer na Bíblia de forma lógica e inteligente”, diz.
Confira abaixo, a íntegra da crítica de Felipe Neto à homofobia. Aviso: o vídeo contém palavrões.

Pastor Marco Feliciano
Citado indiretamente por Felipe Neto em sua crítica à homofobia, o pastor Marco Feliciano foi criticado diretamente pelo padre Marcelo Rossi, numa entrevista à TV Folha.
Padre Marcelo, que é contra a candidatura de padres e pastores, foi perguntado sobre o que teria a dizer sobre a polêmica envolvendo o pastor Feliciano e respondeu dizendo que “ele nem deveria estar lá”, justamente por ter sido ordenado ao ministério: “A partir do momento em que ele é – se diz – um pastor religioso, um ministro religioso, misturar religião e ao mesmo tempo ser um líder político, não dá”, afirmou.
Alheio às críticas, o pastor Marco Feliciano pretende, de acordo com informações do jornal O Globo, por em votação na Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM), a proposta de estabelecer um plebiscito sobre a questão do casamento gay.
Muitos dos ativistas gays, incluindo o deputado federal Jean Wyllys (PSOL-RJ) são contrários à proposta pois entendem que, por ser conservadora, a sociedade brasileira decidiria contra a aprovação do casamento gay.

Comentários

Mensagens populares