Canonização de João Paulo II marcada para 27 de Abril

O Papa Francisco anunciou para 27 de Abril a canonização de João Paulo II. A revelação da data foi feita esta segunda-feira de manhã, durante o primeiro Consistório a que o Papa Francisco preside, no Vaticano.
O Papa polaco, que foi beatificado em 2011 por Bento XVI, vai ser Santo no mesmo dia do Papa João XXIII.
A data coincide com o Domingo da Misericórdia, dia instituído por João Paulo II e pelo qual o povo polaco tem particular devoção. Outro facto marcante relacionado com a data é que Karol Wojtyla faleceu exactamente no sábado à noite, vésperas litúrgicas desta festa.

A canonização dos dois papas em simultâneo já tinha sido revelada. Em declarações aos jornalistas quando regressava a Roma depois da Jornada Mundial da Juventude, no Brasil, o Papa Francisco considerou que “fazer a cerimónia de canonização com os dois juntos é uma mensagem à Igreja, porque estes dois são muito bons”.

Esta manhã, em Roma, Francisco teceu rasgados elogios a ambos os pontífices. Em relação a João XXIII, fez questão de realçar o seu esforço para salvar judeus durante a Segunda Guerra Mundial: "João XXIII é uma figura do tipo pároco de aldeia, um padre que ama cada um dos fiéis e fê-lo também como núncio, como bispo e fez tantos registos de baptismo falsos, na Turquia, para salvar os judeus; foi um corajoso, com grande sentido de humor e uma grande santidade, manso e humilde."

"Quanto a João Paulo II, foi um grande missionário da Igreja, um homem que levou o Evangelho a todo o lado, e fez tantas viagens! Sentia o fogo de levar por diante a palavra do Senhor, era um São Paulo! E isto, para mim, é grandioso!", disse ainda Francisco acerca do Papa polaco.

Durante a conferência de imprensa desta manhã, no Vaticano, o director da sala de imprensa comentou a possibilidade de Bento XVI poder participar nesta cerimónia: "Não há qualquer motivo doutrinal ou institucional para que ele não possa participar numa cerimonia publica. Vamos respeitar a que será a sua decisão, o seu critério. Sabemos que ele deseja discrição, e tem seguido esta linha, mas não há motivos para excluir essa hipótese, dizer que é uma coisa em que não se possa pensar".

Comentários

Mensagens populares