Escola cristã destrói 3 mil agendas estampadas com o símbolo da paz afirmando ser um “símbolo satânico”

Escola cristã destrói 3 mil agendas estampadas com o símbolo da paz afirmando ser um “símbolo satânico”Recentemente, a escola cristã holandesa Pieter Zandt Scholengemeenschap destruiu 3 mil agendas confeccionadas para seus alunos depois de reclamação feita pelo pai de um dos alunos que alegou que a agenda continha um símbolo satânico estampado em uma de suas páginas.
O presidente do conselho da escola, Johan van Puten, afirmou ao jornal Trouw que após a reclamação pesquisou sobre o símbolo na internet e descobriu que se trata da “Cruz de Nero”, um objeto supostamente usado pelos romanos para a tortura e morte de cristão.
- Esta é a cruz Nero, que era usada no tempo dos romanos para a acusação, tortura e assassinato de cristãos. Mesmo em nosso tempo, este símbolo foi associado com o ocultismo – explicou van Puten, dizendo ainda que o símbolo tem ligações com o nazismo e a “Nova Era”.
- A convicção dos pais de que o símbolo era inaceitável era tão forte que eu sabia que uma abordagem rigorosa era a única solução – completou.
A medida adotada pela escola foi a completa destruição do material. Em nota oficial enviada aos pais de seus alunos, a instituição pediu desculpas pelo ocorrido e solicitou que todas as agendas fossem devolvidas para serem trituradas.
O símbolo que causou a controversa é o logotipo da Campanha para o Desarmamento Nuclear, um movimento pacifista britânico fundado em 1958. Desenhado pelo artista Gerald Holtom, o símbolo ficou famoso por ter sido usado pelo movimento hippie, que pregava a doutrina “Paz e Amor” na época da Guerra Fria.
A imagem aparece na agenda estampada na camiseta de um aluno em uma foto que ilustra uma de suas páginas. Era costume da escola utilizar frases, imagens e citações de alunos em sua agenda oficial; porém, após o “incidente”, a escola anunciou que suas próximas agendas serão “puramente funcionais”.

Comentários

Mensagens populares