Igrejas esculpidas em pedra sólida com alta precisão



A Lalibela é uma cidade da Ethiopia, localizada no Chifre da África. Nesta cidade são encontradas igrejas monolíticas, mosteiros, sepulcros e outras esculturas esculpidas precisamente direto na pedra. Não há evidências que garantem quando foram construídas, porém, historiadores acreditam ser por volta do século XII e XIII.
O momento histórico em que estas construções extremamente complexas foram construídas não é o que mais intriga e chama a atenção dos caçadores de mitos e lendas, e sim o método usado para as esculpir com precisão.
A história de Lalibela relata que as construções foram feitas pelos próprios nativos com a ajuda de Anjos. Porém, alguns arqueólogos e historiadores afirmam que houve a intervenção dos cavaleiros templários. Acredita-se que, durante sua passagem pela região na época das Cruzadas, a Arca da Aliança, juntamente com o Santo Graal, tenham sido escondidos na cidade de Aksum, situada ao norte da Ethiopia e próximo de Lalibela.
De acordo com este mapa é possível visualizar, além de um único projeto arquitetônico, todas construções muito bem elaboradas como se tivessem sido retiradas de uma planta. Estas obras chegam a ter uma profundidade de 12 metros, deixando os arqueólogos cada vez mais curiosos, pois nos dias de hoje, segundo alguns engenheiros, não teríamos ferramentas para fazer cortes tão precisos nestas rochas vulcânicas. 
Todas as igrejas são interligadas por túneis, e poços artesianos foram perfurados para o abastecimento de água. Todavia, no interior de cada uma das Igrejas Monolíticas existem decorações únicas. Assim, do mesmo modo como foram esculpidas no seu exterior, a parte interna das igrejas também mostra aos peregrinos e visitantes a cautela e precisão de uma obra incrível.
 

Arqueólogos não conseguem dizer com exatidão quanto tempo levou para serem construídas todas as obras, mas acredita-se que foram, em média, 300 anos de trabalho.
Existem rumores a respeito de passagens secretas e armadilhas que ocasionaram a morte de alguns arqueólogos e pesquisadores dentro dos complexos. Além disso, a fim de explicar acontecimentos aparentemente inexplicáveis ocorrentes no local, ouvem-se boatos referentes a "assombrações". O fato de os cavaleiros templários terem passado por esta região aumentam as dúvidas sobre a verdade. Os ufólogos, por sua vez, defendem a teoria sobre uma possível intervenção alienígena, o que justificaria como foram criadas as engenhosas construções feitas com incrível precisão de corte.



Comentários

Mensagens populares