Papa lembra vítimas nas estradas

O Papa Francisco associou-se no Vaticano ao Dia Mundial em Memória das Vítimas da Estrada, que se assinala este domingo, pedindo respeito pelas regras de trânsito.

“Asseguro a minha oração e encorajo a prosseguir o compromisso da prevenção, para que a prudência e o respeito pelas regras sejam a primeira forma de tutela de si e dos outros”, disse, após a recitação da oração do Ângelus, perante milhares de pessoas reunidas na Praça de São Pedro.

Mais de 97 mil acidentes rodoviários ocorreram este ano nas estradas portuguesas, segundo a Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária, e provocaram 426 vítimas mortais, uma diminuição face aos 497 mortos no mesmo período, em 2012.

O Dia Mundial em Memória das Vítimas da Estrada, este ano dedicado ao tema “Estradas seguras para todos”, é a “evocação pública da memória daqueles que perderam a vida nas estradas e ruas portuguesas, significando um reconhecimento por parte do Estado e da sociedade da trágica dimensão da sinistralidade, e ajuda os sobreviventes a conviver com o trauma de memórias dolorosas resultantes de acidentes rodoviários”, refere a ANSR, numa nota divulgada na sua página na internet.

A cerimónia nacional terá lugar este ano em Viseu, com o apoio da Câmara Municipal local, contando, entre outras acções, com passeios pela cidade em homenagem às vítimas, dinamizados por ciclistas e motociclistas, da parte da manhã, e uma missa presidida pelo bispo diocesano, D. Ilídio Leandro.

Comentários

Mensagens populares