Vaticano: Francisco alerta para influência do diabo

O Papa Francisco apelou no Vaticano à entrega de cada cristão nas “mãos de Deus” para evitar a influência do diabo nas suas vidas.
“Todos temos de passar pela morte, mas uma coisa é atravessar esta experiência com a pertença ao diabo e outra é passar por ela pelas mãos de Deus. A mim agrada-me ouvir isto: estamos nas mãos de Deus”, declarou, na homilia da missa a que presidiu na capela da Casa de Santa Marta.
Deus, indicou o Papa, criou cada ser humano com as suas mãos, como “um artesão”, à sua “imagem e semelhança” para a “incorruptibilidade”, mas por causa da “inveja do diabo” a morte entrou no mundo.
“Foi a inveja do diabo que provocou a guerra, este caminho que termina com a morte”, acrescentou.
Segundo o Papa, a entrega a Deus deve ser como a de uma criança a seu pai, mesmo nos momentos de repreensão.
“Pensemos nas mãos de Jesus quando tocava os doentes e os curava. Ele repreende-nos quando é preciso, mas jamais nos fere. Ele é Pai e as almas dos justos estão em suas mãos”, prosseguiu.
Francisco lembrou que muitas vezes se ouvem pessoas a falar desta entrega e do papel da confiança também na cura “das doenças espirituais”:
“O nosso Pai, como um pai com o seu filho, ensina-nos a caminhar, a percorrer a estrada da vida e da salvação. São as mãos de Deus que nos acariciam nos momentos de dor, nos confortam, e neste carinho, muitas vezes, existe o perdão”, observou.

Comentários

Mensagens populares