Padre em contra-mão bate e foge

Circulou cerca de 1 km em contra mão, causou dois acidentes, deu a volta e foi para casa. Disse à PSP que não se lembrava de nada.

Um padre de 85 anos, que circulava com um carro em contra-mão na Avenida António Macedo, provocou, ao início da manhã de ontem, dois acidentes, embora sem feridos.
O condutor terá entrado em contra-mão na Rua de S. Martinho, no acesso à referida variante, tomando o sentido Braga -Barcelos, em direcção à rotunda do hipermercado Eleclerc.
O primeiro acidente terá ocorrido logo à saída do túnel da Estação de Comboios, tendo a viatura - uma carrinha de mercadorias - conseguido evitar o embate frontal, “raspando” apenas no carro em contra-mão. 

Poucos metros à frente, uma viatura do Jornal Correio do Minho, numa tentativa de evitar também um embate frontal, desviou-se da rota do condutor em contra-mão, não evitando, no entanto, um embate com uma carrinha de transporte de crianças que seguia na faixa da direita, provocando danos materiais avultados nos dois automóveis, mas sem registo de quaisquer ferimentos nos condutores, dado que àquela hora, 7.45 horas, a carrinha ainda não transportava nenhuma criança.

Segundo testemunho no local, o condutor terá, logo de seguida, feito inversão de marcha utilizando o acesso à bomba de gasolina localizado na referida variante, abandonando o local dos acidentes.
O condutor já foi identificado pela Polícia de Segurança Pública.

Os factos são confirmados pelo próprio condutor, um padre aposentado que tem residência na freguesia de Merelim S. Pedro. O condutor referiu que se deslocava para o Convento da Visitação, localizado junto à Estação de Comboios, onde iria celebrar uma Eucaristia. Terá entrado na variante em contra-mão “por engano” já que não conhecia bem a zona.

Apercebendo-se que conduzia na direcção errada, alega que reduziu a velocidade e deu “sinais de luzes” aos condutores que seguiam em sentido inverso para evitar acidentes.
Após a primeira colisão - que só não foi mais grave porque o condutor da carrinha terá conseguido evitar o embate frontal - diz ter parado mais à frente, mas verificou pelo retrovisor que a carrinha seguiu o seu destino.

Quanto ao segundo acidente, o padre aposentado diz que viu - já depois de ter efectuado a inversão de marcha na bomba de gasolina mais próxima - as viaturas envolvidas, mas, como não houve embate, pensou estarem relacionados com outro acidente.

Comentários

Mensagens populares