expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Seguidores

domingo, 30 de setembro de 2012

Homem fotografa supostos fantasmas em local de massacre



Fotografia mostraria homens em fila, similar ao episódio ocorrido na guerra.  (Foto: Reprodução)
Homem fotografa supostos fantasmas em local de massacre, em 2010, John Tulloch, ao refazer o caminho de “prisioneiros de guerra durante o período a segunda guerra mundial”, na Indonésia, chamada “marcha da morte de Sandakan”, em 1945, fotografa algo considerado por ele “supostos fantasmas de prisioneiros em fila”.
Na imagem é possível perceber vários reflexos, como se fossem seres humanos, “estranhamente no mesmo local onde cerca de 2400 militares australianos e ingleses foram obrigados por soldados japoneses a caminharem por 257 km, acabando por morrer pelo calor excessivo, exaustão ou em muitos casos por ferimentos feitos por baionetas japonesas ou vítimas de degolamento”.
Dentre os 2400 prisioneiros somente 6 conseguiram escapar.
Porém, segundo o “Daily Mail”, a fotografia pode ser “somente uma ilusão fotográfica, criada através de uma toalha estampada no painel do veículo durante a captura da imagem”.
Será que está fotografia é somente uma “ilusão fotográfica”?

Adaptado de minilua

Globo vai estrear minissérie sobre o Fim do Mundo em tom de piada


O fim do mundo será tratado com comédia pela TV Globo. A emissora vai aproveitar o boato de que o mundo acabará dia 21 de dezembro para gravar a série “Como Aproveitar o Fim do Mundo”, de Alexandre Machado e Fernanda Young. As primeiras cenas começam a serem gravadas nesta semana. Um sacerdote vai anunciar o fim do mundo para o dia 21 de dezembro de 2012, em um cenário que remete a uma pirâmide maia.

A série será em tom de piada sobre as especulações de que o mundo vai acabar em 2012 e contará com dois protagonistas que trabalham no mesmo lugar — ele, um “careta”; ela, “irreverente”. O casal elabora uma lista de 1.001 coisas a serem feitas antes do apocalipse, como comprar uma Ferrari em 40 vezes e pagar só a primeira prestação.

10 previsões fracassadas do apocalipse


Grande parte das previsões do fim do mundo têm fundo religioso, mas muitas têm uma coisa muito importante em comum: não se concretizam. Confira uma lista de dez previsões completamente fracassadas para o fim do mundo, pelo menos até agora. 

10. A galinha profeta de Leeds, 1806

Existem inúmeros exemplos de pessoas que proclamam o retorno de Jesus Cristo, mas provavelmente nunca existiu um mensageiro mais estranho do que a galinha da cidade inglesa de Leeds, em 1806. As pessoas da cidade contavam que uma galinha começou a botar seus ovos no formato da frase “Christ is coming” (“Cristo está chegando”). Notícias do incrível “milagre” se espalharam rapidamente, e muitas pessoas se convenceram que o dia do juízo final estava próximo. A história começou a tomar proporções enormes, até que um curioso cidadão da cidade observou a galinha botando os ovos – e descobriu que a cidade inteira tinha caído em uma brincadeira de mau gosto.

9. A previsão adventista, 23 de abril de 1843

O fazendeiro estadunidense William Miller, depois de estudar a Bíblia durante vários anos, concluiu que a data escolhida por Deus para acabar com o mundo poderia ser encontrada em uma interpretação literal dos escritos. Ele explicava para seus seguidores (chamados de Adventistas ou Milleristas) que o mundo acabaria entre 21 de março de 1843 e 21 de março de 1844. Ele pregava e publicava o bastante para conseguiu milhares de seguidores, que chegaram à conclusão que a data definitiva seria 23 de abril de 1834. Muitos seguidores de Miller venderam ou doaram todas suas posses. Quando a data do fim do mundo chegou e Jesus não retornou o grupo se desintegrou, mas alguns remanescentes formaram a religião Adventista.

8. O retorno de Jesus em 1891

Joseph Smith, fundador da religião mórmon, nos Estados Unidos, afirmou a líderes da igreja em 1835 que Deus havia dito a ele que Jesus retornaria em 56 anos, o que não ocorreu, e o mundo continua em seu curso natural.

7. O cometa Halley, 1910

Em 1881, um astrônomo descobriu que a cauda de cometas têm um gás mortal, chamado de cianogênio, tão tóxico quanto o cianeto, que é semelhante a ele. A descoberta não recebeu muita atenção, até que alguém notou que a Terra passaria próxima à cauda do cometa Halley em 1910. O respeitado jornal estadunidense “The New York Times” e vários outros questionavam se todas as pessoas do planeta morreriam envenenadas pelo gás tóxico, o que levou a uma onda de pânico nos Estados Unidos. Finalmente, cientistas com a cabeça no lugar explicaram que não havia motivos para temer a passagem do cometa, que ocorreu sem maiores problemas.

6. O fim do mundo em 1982

Em maio de 1980, o fundador da Coalizão Cristã e celebridade televisiva Pat Robertson assustou muitas pessoas quando contrariou ao vivo a passagem Mateus 24:36. que afirma que ninguém sabe o dia ou hora em que o fim chegará. Ele afirmou à platéia do seu programa que ele sabia quando seria o fim do mundo: “Eu garanto a vocês que, até o fim de 1982, haverá um julgamento no mundo”, ele disse.

5. A seita Heaven’s Gate

Quando o cometa Hale-Bopp apareceu em 1997, surgiram também rumores que uma nave alienígena estaria seguindo o cometa. Além disso, as pessoas afirmavam que a nave estava sendo escondida pela Nasa e pela comunidade de astrônomos, o que podia ser facilmente refutado por qualquer pessoa com um telescópio. Apesar da negação da existência de tal nave, os rumores foram divulgados amplamente, e inspiraram a criação de uma seita chamada “Heaven’s Gate” (“Portais do Céu”, em tradução livre), que acreditava que o mundo acabaria logo. Infelizmente, no dia 26 de março de 1997, o mundo acabou para 39 membros do culto, que foram levados a um rancho no meio do deserto e cometeram suicídio por acreditar que suas almas seriam levadas pelos alienígenas.

4. As previsões de Nostradamus para 1999

A escrita metafórica e obscura de Michel Nostredame, conhecido como Nostradamus, intrigaram estudiosos por mais de 400 anos. Seus escritos, que dependem muito da interpretação, foram traduzidos e reescritos em inúmeras versões. Uma das suas frases mais famosas afirma “No ano 1999, sétimo mês / Do céu virá o grande rei do terror”. Muitos devotos das previsões de Nustradamus ficaram preocupados, já que ele tinha grande fama, e acreditavam que esta era a sua previsão do fim do mundo.

3. Bug do milênio

A virada do milênio deu origem a mais uma previsão para o fim do mundo: o problema, notado na década de 70, seria que muitos computadores não conseguiriam ver a diferença entre o ano 2000 e o ano de 1900. Ninguém tinha certeza do que isso significaria, mas muitos sugeriam que problemas catastróficos poderiam ocorrer, desde blecautes enormes a um holocausto nuclear. A venda de armas cresceu muito e várias pessoas prepararam bunkers para viver após a catástrofe. Mesmo com todos os problemas previstos, o ano novo começou normalmente, com alguns pequenos problemas em computadores isolados.

2. 5 de maio de 2000

Uma outra catástrofe global foi prevista em 2000 por Richard Noone, autor do livro “5/5/2000 Ice: The Ultimate Disaster” (“Gelo: o desastre final”, em tradução livre, sem edição brasileira). Segundo o autor. O gelo da Antártica teria quase 5 quilômetros de espessura no dia 5 de maio de 2000, quando os planetas se alinhariam no céu, resultando em uma morte gelada para toda a humanidade. O final dessa história foram milhares de exemplares do livro vendidos, mas sem mortes em massa devido ao gelo derretido, quem sabe o aquecimento global impediu o desastre!

1. O fim do mundo em 2008

De acordo com o pastor da Igreja de Deus Ronald Weinland, autor do livro “2008: God’s Final Witness” (“2008: a última testemunha de Deus”, em tradução livre), centenas de milhares de pessoas morreriam a partir de 2006, quando o livro foi lançado. Ao fim daquele ano, o pastor afirmava que haveria no máximo dois anos antes do momento em que o mundo entrasse no pior período de toda a existência humana. Até o segundo semestre daquele ano, os Estados Unidos teriam sofrido um colapso, e não existiriam mais como um país independente. De acordo com o que está escrito no livro, Weinland “coloca a sua reputação em jogo no sue papel de profeta de Deus”. Adeus, reputação.

MSNBC|Pátio Gospel Noticias

Revista espanhola de humor questiona se alguém sabe como é Maomé

Muitos protestos estão acontecendo no Oriente Médio devido ao filme americano que ridicularizou o profeta islâmico.

Revista espanhola de humor questiona se alguém sabe como é MaoméRevista espanhola de humor questiona se alguém sabe como é Maomé
“Mas… alguém sabe como é Maomé?”, essa é a chamada de capa da revista espanhola de humor El Jueves. A edição que chegou nas bancas nesta quinta-feira (27) mostra cartuns de vários muçulmanos em fila de reconhecimento da polícia.
A editora do periódico, Mayte Quilez, concedeu uma entrevista para o site americano Huffington Post dizendo que resolveu tratar de forma cômica essa controversa entre as retrações do profeta que geram diversos ataques nos países muçulmanos.
“Se você não pode retratar Maomé, como você sabe que é ele nas caricaturas?”, questiona.
Os muçulmanos julgam como blasfêmia qualquer tipo de representação do profeta, principalmente quando ela é feita com o intuito de difamá-lo ou de difamar a religião criada por ele.
Nas últimas semanas os protestos gerados por um filme produzido nos Estados Unidos deixou dezenas de mortos em países de maioria muçulmana, incluindo o americano J. Christopher Stevens, que estava como embaixador na Líbia.
Uma revista satírica francesa, Charlie Hebdo, também resolveu fomentar a discussão, publicando na semana passada algumas charges do profeta Maomé, fazendo com que o governo tomasse algumas medidas para evitar confrontos.
A Espanha não adotou nenhuma medida até o momento, divulgando apenas um recado para os cidadãos espanhóis que moram no Egito pedindo cuidado com a as possíveis reações que a divulgação do periódico pode causar.

Mais de 32 milhões de Bíblias foram distribuídas em 2011

Somando com seleções bíblicas é possível dizer que foi possível alcançar 5,4% da população mundial.

Mais de 32 milhões de Bíblias foram distribuídas em 2011Mais de 32 milhões de Bíblias foram distribuídas em 2011
A Sociedade Bíblica do Brasil (SBB) divulgou esta semana que em 2011 mais de 32,1 milhões de exemplares da Bíblia foram distribuídos em todo o mundo. O número aponta para um crescimento de 11,2% em relação a 2010 onde 30 milhões de exemplares foram distribuídos segundo dados das Sociedades Bíblicas Unidas (SBU).
O maior crescimento foi observado na África e nas Américas, foram mais de 3,6 milhões de livros a mais que no ano anterior. Para chegar às esses números, a SBU trabalha com os dados das 146 Sociedades Bíblicas que existem ao redor do mundo, podendo assim anotar e analisar a distribuição das Escrituras.
A SBB distribuiu em 2011 mais de 6.783 Bíblias completas, número 14,54% maior que em 2010. A empresa também trabalha com outros tipos de literatura bíblica, como Novos Testamentos, livretos com os Evangelhos, Seleções Bíblicas e outros que se forem somados com as Bíblias completas resultam em mais de 242 milhões de exemplares.
A quantidade dessas literaturas bíblicas que também são distribuídas ao redor do mundo também cresceu, foram 337 milhões em 2010 e 350 milhões em 2011. Somando os dois tipos de exemplares é possível chegar ao número de 381 milhões de Bíblias completas e seleções, atingindo 5,4% da população mundial.
A marca de crescimento foi comemorada tanto pela SBB como pela SBU que tem como principal objetivo levar a Palavra de Deus para todas as pessoas, podendo promover o desenvolvimento espiritual, ético, social e ainda falar de salvação.

Instituto evangélico quer provar cientificamente que Deus cura


Instituto evangélico quer provar cientificamente que Deus curaInstituto evangélico quer provar cientificamente que Deus cura
O Global Medical Research Institute (GMRI) é uma iniciativa do evangelista e avivalista Randy Clark cujo objetivo é “provar” que Deus realmente cura pessoas. Ele conseguiu o registro junto ao National Institute of Health, regulado pelo governo norte-americano.
O GMRI utiliza métodos rigorosos de comprovação médica para, baseado nas evidências, comprovar a cura em resultado de intervenção espiritual, mais especificamente a oração em nome de Jesus pelo poder do Espírito Santo.
O objetivo é reunir documentação médica dos casos e reuni-los através do site do GMRI (globalmri.org). Através dele, as pessoas podem enviar seus exames médicos de antes e depois da cura para serem analisados. Após uma triagem para confirmar os dados, eles são enviados para os peritos médicos do GMRI, em Boston, muitos deles filiados à renomada Escola de Medicina de Harvard.
Quando ficar provado que a cura está “além da explicação médica”, ficará registrada como “prova” do poder de cura de Deus.
“O desejo sincero de Randy é mostrar as evidências médicas de que Deus ainda está curando as pessoas”, diz Brenda Jones, enfermeira membro da GMRI. “A maioria das pessoas, até mesmo a maioria dos médicos nos Estados Unidos, acredita no poder de cura através da oração. Até mesmo pessoas não religiosas aceitaram uma oração pedindo cura. Queremos provar quais pessoas realmente foram curadas por meio da oração”.
Candy Gunther Brown, professora da Universidade de Indiana, começou a estudar a cura sobrenatural há oito anos atrás. O resultado de suas pesquisas é o livro Testing Prayer: Science and Healing[Testando a Oração: Ciência e Cura]. Brown diz que a importância e os desafios de um projeto como o GMRI estão em pé de igualdade.
“Muitos membros da comunidade pentecostal/carismática são resistentes a fazer uma análise médica, pois acreditam que a fé deve vir pelo que ouvem, não pelo que veem”, diz ela. “Há também a preocupação de que a mídia vai explorar o fato, tirar as coisas fora de contexto, e assediar os ministérios e famílias envolvidas”.
Brown descobriu que havia centenas de relatos de cura sem uma explicação médica. Mas ela também encontrou falsificação de registros médicos de algumas pessoas que afirmavam ter recebido a cura pela fé mesmo sem nenhuma evidência física. Por isso, acredita, é tão importante peneirar as declarações e publicar apenas as curas legítimas.
“Cada vez mais, a linguagem aceita pelas pessoas é a ciência médica”, diz Brown. ”Com ou sem um poder sobrenatural envolvido na cura, há um grande número de médicos pesquisadores interessados em saber se a oração ajuda as pessoas a se sentirem melhor. O GMRI precisa obter o maior número possível de casos positivos, o que deve motivar outras pessoas a se envolverem”.
Cal Pierce, diretor da Associação Internacional Healing Rooms [Quartos de Cura, já está motivado. Seu ministério já reúne mais de 2.000 “quartos”, locais onde a presença e o poder do Espírito Santo são instrumentos para curar os doentes em diferentes partes do mundo. Eles planejam para coletar informações a submetê-las ao GMRI.
Pierce afirma: “Nós podemos fornecer informações sobre o que não é possível explicar pela medicina e também fornecer registros médicos para que seja comprovada a operação do Espírito Santo. Com o trabalho do GMRI, mais pessoas vão crer na cura porque os milagres de Deus serão reconhecidos pelos homem”.
Traduzido de Charisma News

Preso Nakoula Besseley Nakoula, produtor do filme anti-Islã

Preso Nakoula Besseley Nakoula, produtor do filme anti-Islã
O produtor do filme anti-Islã “A Inocência dos Muçulmanos”, Nakoula Besseley Nakoula foi preso nesta quinta-feira (27). O filme deflagrou uma onda de protestos violentos em países islâmicos.
Segundo o The Huffington Post, o imigrante egípcio foi detido por violar os termos de sua condicional. Ele foi processado em 2010 por fraude bancária e condenado a 21 meses de prisão.
Proibido de usar computadores ou a internet por cinco anos sem autorização das autoridades norte-americanas, ele violou os termos de sua condicional e isso desencadeou sua prisão. Segundo o G1, ele participou de uma audiência em um tribunal federal de Los Angeles sobre a violação de sua condicional. Seu depoimento foi realizado por videoconferência por razões de segurança.
Nakoula não teve direito à fiança. Segundo a juíza Suzanne Segal o prisioneiro oferece risco de fuga e representa perigo para a comunidade. “Este tribunal não tem confiança no acusado”.
Esquema de fraudes
O ativista antimuçulmano estava envolvido em um esquema de fraudes, informa Veja. Em fevereiro de 2009 foi acusado de utilizar identidades de clientes do banco americano Wells Fargo na Califórnia para obter dinheiro. Além disso, criava identidades falsas para obter cartões de crédito com nomes falsos.
Na época da condenação chegou a se declarar culpado, e deveria restituir quase 800.000 dólares obtidos da forma ilícita. Não foi esclarecido se ele chegou a pagar o valor.

quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Corte alemã decide que para ser católico é preciso pagar imposto


Quem não pagar imposto religioso no país perde o direito a sacramentos como batismo e comunhão.
Católicos na Alemanha têm que pagar imposto religioso se quiserem ter direito a receber os sacramentos da Igreja, como comunhão, confirmação ou funeral cristão. 
Nesta quarta-feira (26/09), o Tribunal Administrativo Federal alemão, uma das mais altas cortes do país, determinou que um católico que declare formalmente seu afastamento da Igreja para não pagar a contribuição mensal também perde o direito de participar de seus ritos. 
O fim do processo significa uma derrota para o teólogo Hartmut Zapp, que havia declarado em cartório em 2007 que abandonava a Igreja como "instituição pública", mas reivindicava o direito de continuarparticipando dos ritos católicos como fiel, mesmo sem pagar o imposto eclesiástico. 
Os juízes determinaram que o assunto é da alçada única da Igreja, e que tal afastamento parcial não é possível, argumentando que aqueles que "desejam voluntariamente permanecer na comunidade católica, não podem exigir que o Estado restrinja o direito de autodeterminação da Igreja". 

"Devolvendo a bola" 
A forma como a Igreja vai continuar lidando com o caso de Hartmut Zapp, isto é, se ela continuará aceitando-o como membro, não é, na interpretação dos magistrados, da alçada dos órgãos estatais. "A sentença significa que estamos devolvendo a bola para a discussão eclesiástica", ressaltou o juiz Werner Neumann, do tribunal, sediado em Leipzig. 
A decisão foi anunciada dois dias depois de um decreto da Conferência dos Bispos da Alemanha entrar em vigor, segundo o qual católicos que se recusarem a pagar a taxa perdem o direito de receber os sacramentos. 

"Pay and pray" 
O movimento de reforma católica Wir Sind Kirche ("nós somos Igreja", em tradução livre), criticou o decreto episcopal, que torna a condição de membro da Igreja explicitamente vinculada ao pagamento de impostos como um sistema de "pay and pray" (pague e reze). 
Zapp avaliou a decisão como um sucesso e se disse confiante em continuar a discutir com a Igreja. "Eu me considero ainda como membro da Igreja Católica Romana", afirmou o teólogo, de 73 anos. O presidente da Conferência dos Bispos da Alemanha, Robert Zollitsch, considerou o veredicto uma confirmação de sua linha. "A Igreja é uma comunidade de fé, que existe na Alemanha como uma instituição de direito público. Essas duas coisas não podem ser separadas", alegou. 
Na Alemanha, os contribuintes são obrigados a pagar imposto à Igreja, a menos que se declarem "sem religião" ou que entreguem uma declaração deixando formalmente a Igreja. O imposto religioso é regulamentado por lei, correspondendo a uma parcela que varia entre 8% e 9% do salário, dependendo da região em que o contribuinte vive.

Fontes: DW

Jornal vaticano garante que papiro sobre Jesus casado é falso



Jornal vaticano garante que papiro sobre Jesus casado é falsoCidade do Vaticano, 27 set (EFE).- O jornal vaticano 'L'Osservatore Romano' afirmou nesta quinta-feira que o papiro do século IV recentemente apresentado no qual aparece a frase em copta 'Jesus lhes disse, minha esposa ...', que alimentou a teoria que fosse casado, é 'falso'.
O vespertino da Santa Sé publicou em sua edição de hoje um artigo do professor italiano Alberto Camplani, especialista em língua copta e professor de História do Cristianismo na Universidade La Sapienza de Roma, no qual analisa o papiro recuperado pela professora americana Karen King que levantou a polêmica.
Em seu artigo, Camplani afirma que Karen apresentou o papiro como do século IV e que o texto pôde ter sido escrito no século II 'quando se debatia sobre se Jesus esteve casado'.
Camplani expressou sua 'reserva' sobre esse ponto e que perante um objeto desse tipo, 'que ao contrário de outros papiros não foi descoberto em uma escavação, mas provém de um mercado de antiguidades, é preciso adotar precauções, que excluam que se trata de algo falsificado'.
O especialista italiano acrescentou que, no que concerne ao texto, a própria Karen propõe vê-lo não como uma prova do estado conjugal de Jesus, mas como uma tentativa de fundar uma visão positiva do casamento cristão.
'Mas não é assim, trata-se de expressões totalmente metafóricas, que simbolizam a consubstancialidade espiritual entre Jesus e seus discípulos, que são amplamente divulgadas na literatura bíblica e na cristã primitiva', comentou o especialista.
O jornal vaticano acrescentou que de todas as maneiras se trata de um documento 'falso' e ressaltou que a historiadora americana preparou o anúncio 'sem deixar nada ao acaso: imprensa americana avisada e entrevista coletiva prévia de King para preparar a exclusiva mundial, que, no entanto, foi posta em dúvida pelos especialistas'.
Segundo o vespertino da Santa Sé, 'razões consistentes' fazem pensar que o papiro seja uma 'trôpega falsificação, como tantas que chegam do Oriente Médio', e que as frases nada têm a ver com Jesus.

quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Rabino ordena que seguidores queimem seus iPhones

Um influente rabino ultraortodoxo israelense ordenou que os seguidores queimem os seus iPhones, em uma tentativa de extinguir a influência do mundo exterior sobre o grupo religioso radical.
A ordem foi manchete do jornal religioso "Yated Neeman", quando os jornais seculares de Israel faziam grande cobertura sobre o lançamento do iPhone 5. 
Chaim Kanievsky ordenou a "queima total" dos aparelhos da Apple poucos dias antes do feriado judeu do Yom Kippur. O rabino afirmou ser proibido o uso do smartphone. 
Muitos ultraortodoxos se afastam de aparelhos de TV e de computadores com o objetivo de não violar os padrões de modéstia adotados pelo grupo.

Fontes: PNF

terça-feira, 25 de setembro de 2012

Movimento gospel dos EUA vende camisetas 'ex-homossexual'


Linha de camisetas inclui ainda 'ex-viciado em pornô' e 'ex-fã do Jay Z'.
Movimento da Paixão por Cristo tem mais de 22 mil fãs no Facebook. 
A comunidade religiosa Passion For Christ Movement (Movimento da Paixão por Cristo), de Los Angeles, na Califórnia, está vendendo no seu site camisetas com estampas como “ex-homossexual”, “ex-ateu”, “ex-viciado em pornografia” e até mesmo “ex-fã do Jay Z”. 
Movimento gospel voltado sobretudo para jovens, o P4CM, na sigla em inglês, possui mais de 22 mil fãs no Facebook e diz receber mais de 60 mil visitantes por mês em seu site. 
“Nossa missão é ser um pastor que está perto do coração de Deus e espalhar nossa paixão por Cristo para todos os cantos da Terra”, diz a página. No site, há depoimentos de jovens que falam sobre como conseguiram escapar das tentações por meio da igreja. 
A comunidade religiosa também possui um canal no YouTube, onde posta vídeos de canções em ritmo de hip hop, como “Como ganhar uma garota da igreja” e “Kanye West disse que vendeu sua alma ao diabo”. 
As camisetas são vendidas por US$ 14,99 no site (cerca de R$ 30).

Veja o vídeo onde Kanye West declara que vendeu a alma ao diabo:

Fontes: G1

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

Igrejas usam “deus de brinquedo” para promover o Natal

Igrejas usam “deus de brinquedo” para promover o Natal
Campanha quer lembrar os ingleses do verdadeiro sentido do Natal
Igrejas usam “deus de brinquedo” para promover o Natal
“Ele chora. Ele faz manha. Ele salva o mundo.” É com este humor honesto, que a ChurchAds deseja lembrar a Grã-Bretanha do verdadeiro significado do Natal deste ano.
Alguns anos atrás, a associação cristã começou a fazer campanha “O Natal começa com Cristo”, usando o bom humor para divulgar seu material em outdoors e abrigos de ônibus.
Este ano a  ChurchAds usará a imagem de um boneco de brinquedo simbolizando o menino Jesus, chamado de Godbaby [Deus bebê]. Ela diz que deseja apelar para as gerações mais jovens e colocar Jesus no centro das conversas.
Seu objetivo é que o cartaz desperte as pessoas que podem pensar que se trata do “presente de Natal da moda” deste ano. “Nós nos concentramos muito no aspecto material das festas de final de ano e esquecemos o mais importante, que Jesus, o Deus-bebê de verdade, nasceu humano e nunca deve ser transformado em uma mera história para crianças”, disse a organização.
O cartaz aparecerá em outdoors e em igrejas em todo o Reino Unido no período que antecede o Natal. O material foi apresentado esta semana e recebeu o apoio entusiástico de líderes da igreja inglesa.
O bispo de Bradford, Nick Baines, disse: “É mais uma imagem forte e que chama atenção. Vai surpreender alguns e perturbar outros, exatamente o que o verdadeiro Jesus fez e obriga-nos a pensar sobre a realidade humana do ‘Deus entre nós’”.
Mark Greene, diretor executivo do Instituto Londrino de cristianismo contemporâneo disse: “Esse anúncio é brilhante, pois simultaneamente enfrenta duas crenças contemporâneas equivocadas: Jesus não é apenas um bebê de uma fábula, ele é Deus. E seu nascimento não é primariamente uma jogada de marketing para vender brinquedos e presentes. É um momento para lembrar o quão desesperadamente precisamos de Deus e como Deus ama a esse mundo.”
Além do cartaz foi criado um comercial de rádio que conta a história da natividade de um modo inovador. A ChurchAds juntamente com a Jerusalém Productions já reservou espaços publicitários de grandes outdoors em todo o país, e deve transmitir o anúncio de rádio em estações voltadas para o público jovem.
As igrejas interessadas em divulgar a campanha podem se inscrever no site  www.christmasstarts.com. Além de poderem  fazer  o download gratuito do cartaz e do comercial de rádio, há também um pacote de recursos especiais cheios de boas ideias sobre como usar o material para promover seus cultos de Natal.
A ChurchAds lembra ainda que por mais que o Reino Unido veja constantemente os ateus criticando o cristianismo na mídia do país,  uma pesquisa recente mostra 85% das pessoas do Reino Unido concordam que “o Natal deveria ser comemorado porque ainda somos um país cristão.” Contudo, apenas 7% dos entrevistados entre 18-24 anos de idade afirmam conhecer a história do Natal.
Traduzido de Christian Today

Governo do Paquistão oferece 100 mil por morte de produtor de filme


Onda de protestos muçulmanos continua fazendo mortos em todo o mundo
Governo do Paquistão oferece 100 mil por morte de produtor de filmeGoverno do Paquistão oferece 100 mil por morte de produtor de filme
Ghulam Ahmed Bilour, ministro de Ferrovias do Paquistão, ofereceu US$ 100 mil para quem assassinar o autor do filme A Inocência dos Muçulmanos, que desrespeitou a imagem de Maomé e causou revolta no mundo muçulmano.
Durante uma entrevista coletiva neste sábado (22), em Peshawar, o ministro disse saber que embora estimular um assassinato seja crime, estava pronto para cometer esse delito.
“Se existir alguma causa contra mim em uma corte internacional ou nacional, pedirei ao povo que me entregue”, disse Bilour. Ele “convocou” os talibãs e a rede terrorista Al Qaeda para ajudá-lo e disse esperar que “os ricos ponham à disposição da causa todo seu dinheiro, para que assim o assassino possa ser banhado em ouro e dólares”.
A declaração ocorreu após a celebração do “Dia de Amor a Maomé”, celebrado no Paquistão como forma de protesto ao material anti-islâmico produzido por Nakoula Basseky Nakoula, um cristão copta egípcio que vive nos Estados Unidos e que está desaparecido.
Há quase uma semana, o Paquistão assiste protestos constantes por causa do filme. Nesta semana morreram 19 pessoas e mais de 200 ficaram feridas durante os embates com a polícia nas cidades de Peshawar e Karachi. Na capital Islamabad, forças de segurança isolaram a área que abriga as embaixadas estrangeiras.
Outros protestos
Na onda de violência que começou em 11 de setembro, muitos países continuam protestando pelas ofensas contra o profeta Maomé. O jornal francês Charlie Hebdo publicou caricaturas de Maomé. Como medida preventiva, o Ministério de Relações Exteriores da França fechou suas representações diplomáticas e escolas localizadas em países islâmicos nesta sexta-feira.
No Iraque, cerca de 3 mil muçulmanos condenaram o filme e as imagens do Charlie Hebdo.No Sri Lanka, cerca de 2 mil pessoas queimaram imagens de Barack Obama e bandeiras dos Estados Unidos. Enquanto em Bangladesh manifestantes tomaram as ruas da capital, Daca. Houve protestos pacíficos de muçulmanos inclusive em nações não islâmicas como Alemanha, Filipinas e Noruega
O presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, asseverou que “Depois dos piores insultos contra o mensageiro divino, eles [o Ocidente] levantam o slogan de liberdade de expressão. O que é, claramente, uma enganação.”

Arqueólogo diz saber onde está a Arca da Aliança

Arqueólogo diz saber onde está a Arca da Aliança
Michael Rood acredita ter localizado a maior relíquia arqueológica da história
Arqueólogo diz saber onde está a Arca da Aliança
Se comprovado, seria indiscutivelmente o maior achado arqueológico da história! A Arca da Aliança é um artefato que combina ciência, fé e história. A caixa de ouro feita por Moisés seguindo as instruções específicas de Deus carregava os Dez Mandamentos e servia como um ponto de encontro entre o homem e o seu Criador.
Ela foi utilizada pelos hebreus como parte do culto judaico no Templo de Salomão até seu desaparecimento, que acredita-se ter ocorrido durante a conquista de Jerusalém pela Babilônia, no século 6 antes de Cristo.
Segundo a tradição judaica, o profeta Jeremias foi a pessoa responsável por escondê-la. Desde então quase nada se sabe sobre seu paradeiro. A busca pela arca tornou-se “popular” desde a exibição do filme “Indiana Jones e os caçadores da arca perdida”, dirigido por Steven Spielberg em 1981.
Existe uma antiga reivindicação dos cristãos ortodoxos da Etiópia que eles guardam a Arca há séculos. Desde 1960 ela, aparentemente, está na capela de cidade de Aksum, apelidada de “a capela das tábuas da lei”, que fica ao lado da igreja Santa Maria de Sião e é cercada de mistérios.
Porém, o arqueólogo por Michael Rood, que tem se especializado em fazer vídeos sobre arqueologia bíblica, pensa diferente.
Para ele, uma das teorias mais prováveis para indicar o paradeiro da Arca é que ela foi enterrada em algum dos túneis e passagens secretas construídos pelo rei Salomão com a finalidade específica de escondê-la de inimigos, caso tentassem destruir o Templo.
Rood diz que agora há novas provas convincentes de que a Arca ainda está sob a câmara conhecida como “Santo dos Santos”, sendo deslocada através de uma saída construída por Salomão muito antes da invasão e o saque de Templo feito pelos babilônios.
A maior parte da evidência para esta teoria vem diretamente da Bíblia. Diversas passagens pouco estudadas são discutidas em um vídeo-documentário de duas partes, dirigido por Michael Rood chamado “O Segredo Grande do Templo de Salomão e a ocultação da Arca da Aliança”.
Ele está lançando esse material inédito com três horas de duração que forneceria indícios de como a Arca foi preservada dos invasores. O site WND confirmou com fontes arqueológicas que há pessoas secretamente trabalhando dentro de um túnel sob o Monte do Templo. O motivo pelo qual isso não é divulgado é a luta secular pelo controle daquela estrutura que hoje abriga a mesquita de Al Aqsa.
O material deste vídeo mostra em detalhe o plano de Salomão para proteger a Arca, construindo uma “rota de fuga de emergência”. Faz também uma ligação com o sistema de túneis que já foram descobertos sob o Monte Moriá.

Ciencia

Ciencia