Católico gay afirma ter recebido uma ligação do papa Francisco para falar sobre sua sexualidade

Católico gay afirma ter recebido uma ligação do papa Francisco para falar sobre sua sexualidadeChristophe Trutino, um assistente de vendas de 25 anos de idade, de Toulouse, afirmou ao France La Depeche du Midi que recebeu um telefonema do papa Francisco para falar sobre sua sexualidade. Trutino, que é homossexual, conta que recebeu a ligação do líder católico depois de ter escrito uma carta a ele relatando sofre preconceito por sua opção sexual.
Ele diz que decidiu escrever ao novo papa uma carta sobre seus problemas porque acredita que o papa Francisco é um tipo diferente de papa. E o papa supostamente respondeu.
- Sim. Eu sei que é difícil acreditar, mas realmente aconteceu assim. Daquele momento em diante, eu não tinha mais nenhuma dúvida. Eu estava convencido de que era ele. Sua voz, seu tom de voz, o ritmo de suas palavras… – disse o jovem ao jornal La Depeche, segundo tradução do Huffington Post.
Trutino dirigiu-se formalmente ao papa que, supostamente, dirigiu a ele informalmente.
-Eu recebi a carta que você me enviou (…) Sua homossexualidade, não é um problema. Você deve permanecer corajoso, é preciso continuar a acreditar, a orar e para ficar bem – teria dito o papa ao jovem.
Inicialmente o Vaticano não confirmou nem negou a suposta ligação. Porém, agora o padre Federico Lombardi, porta-voz oficial da Santa Sé, “nega firmemente” as informações divulgadas na imprensa francesa.
- A única vez que o Papa ligou para a França foi para falar com o Cardeal Barbarin – e afirmou que sempre existe o risco de pessoas se passarem pelo papa ao telefone.
O papa Francisco tem sido visto por muitos como um progressista. Essa visão sobre o líder católico se tornou ainda mais forte depois de suas afirmações de que não poderia julgar um homossexual caso este decidisse buscar a Deus.

Comentários

Mensagens populares