Vaticano sugere à ONU lei contra a perseguição religiosa

Vaticano sugere à ONU lei contra a perseguição religiosaO Vaticano se pronunciou pedindo que a ONU crie uma lei contra a perseguição religiosa. O pedido veio em resposta a uma ação de países muçulmanos que querem uma “lei contra a difamação das religiões”.
O cardeal Peter Kodwo Appiah Turkson, natural de Gana, disse que diante dos últimos acontecimentos é necessário “pedir a adoção de uma lei contra a perseguição de minorias, designadamente cristãos”. Ele se refere ao massacre a cristãos que tem acontecido em diversos países muçulmanos como o Egito, a Síria, o Iraque e outros.
Até o papa Francisco tem mostrado preocupação com a situação das minorias religiosas nesses países, na quarta-feira (25) durante a homília na praça São Pedro ele pediu para que os fiéis rezassem pelos milhares de cristãos perseguidos.
O pedido de uma lei mundial sobre a perseguição religiosa foi feito durante a conferência de imprensa que aconteceu no Vaticano durante esta semana reunindo cardeais da Igreja Católica que se preparam para o 50.º aniversário da encíclica do papa João XXIII.
Além de lembrar sobre a morte de cristãos, Turkson também alertou os presentes sobre a exploração da água na África dizendo que os chineses e outros povos vão até o continente para procurar ouro nos rios deixando-os poluídos.
Outros cardeais comentaram sobre as injustiças sociais do mundo, o fornecimento de armas e a violação dos países ocidentais sobre as regras do “Estado de Direito” se referindo aos regimes autoritários. Com Informações Noticias Ao Minuto.

Comentários

  1. A violência que ceifa vidas inocentes na SIRIA, á exemplo do resto do mundo; decorre da indiferença humana para o ALERTA DIVINO resumido na seguinte parábola bíblica:

    (Am.) - AMÓS: AMEAÇAS CONTRA DIVERSAS NAÇOES

    (São 31 letras e 4 sinais evidenciando que:)

    MÁS AÇÕES NO SER: A TRAÇA COME NAS VIDAS.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Deixe aqui o seu comentário...

Mensagens populares