Museu de Ocultismo tem a boneca Annabell




Independente de quais sejam as suas crenças, todo mundo tem algum interesse em assuntos misteriosos. Nesse campo, podemos falar doocultismo, que nada mais é do que a busca de informações sobre assuntos ocultos, paranormais. Se você tem algum tipo de interesse nessa área, talvez fique feliz com esta informação: em Connecticut, nos EUA, há um museu inteirinho dedicado ao ocultismo.
O The Warrens Occult Museum foi fundado em 1952 e é a única instituição do mundo dedicada a coletar e expor conteúdos com a temática paranormal. Desde que existe, centenas de milhares de pessoas de todo o mundo já foram até o local, que nada mais é do que a maior e mais obscura coleção de itens macabros, que já foram utilizados em rituais demoníacos em diversas partes do mundo.

O que faz parte do acervo

Lorraine Warren segurando a temida Annabelle.
Entre os objectos que estão em exposição no museu há a boneca Annabelle, cuja história macabra chegou a virar filme e até uma partida bastante cruel. A boneca, cujo nome original era Shadow, foi comprada por uma mulher que queria dar um presente à sua filha e, depois de algum tempo, a família percebeu que o brinquedo estava se mexendo.
Dois especialistas identificaram uma possessão demoníaca na bonequinha e ela foi levada para o Museu do Ocultismo, onde está desde então. Você já pensou que macabro ver essa boneca bem de pertinho?
Mas não é só a Annabelle que está entre os itens macabros em exposição nesse museu, não! Entre os objetos expostos ao público está também uma imagem satânica que foi encontrada em uma floresta de Connecticut; um espelho bizarro utilizado em alguns rituais de convocação de espíritos; e até um caixão de vampiro usado por um vampiro moderno.

Galeria do mal

site do museu afirma explica também que estão em exposição algumas máscaras usadas em rituais satânicos, além, é claro, de pedras retiradas de túmulos de crianças e que eram também utilizadas em atividades satanistas. Se você gosta de coisas mais realistas ainda, não deixe de ver a coleção de fotografias do museu, que mostram imagens perturbadoras de diversos acontecimentos paranormais.
Depois das fotos, não deixe de ver a coleção de itens amaldiçoados da África e, particularmente, do Egito. A verdade é que o acervo do Museu do Ocultismo é realmente vasto e traz uma série de itens capazes de deixar até a mais cética das pessoas com um pouquinho de medo. Há diversos brinquedos, animais e bonecos de voodoo amaldiçoados à disposição de quem tiver coragem de se aproximar.

Melhor só olhar mesmo

Se em museus “normais” os visitantes são instruídos a não tocarem nas obras, no Museu do Ocultismo é melhor seguir a regra à risca, só por garantia mesmo. A Annabelle, por exemplo, é considerada responsável pela morte de uma pessoa que resolveu encostar-se à bonequinha. A mesma boneca foi acusada também de bater em um homem diversas vezes – pelo jeito as sessões de exorcismo já realizadas com a boneca não tiveram muito sucesso...
O apresentador Ryan Buell, que tem um programa de TV sobre assuntos paranormais, disse ter visto a cabeça de Annabelle se mexendo durante sua visita ao museu. Será? De acordo com Buell, a boneca acenou com a cabeça, fazendo um gesto afirmativo.

Lorraine e Ed Warren

O museu foi fundado por Lorraine e Ed Warren, um casal aficionado por histórias paranormais, que coletam, há pelo menos 50 anos, objetos e histórias macabras de todo o planeta.
Lorraine, que hoje está viúva e tem quase 90 anos, vive no museu que leva seu sobrenome. Se visitar o lugar já deve ser uma experiência arrepiante, imagine morar perto desse acervo gigantesco de bizarrices! E aí, você teria coragem de fazer uma visita ou prefere manter distância desse tipo de lugar?

Comentários

Mensagens populares