30 mil optão por abstinencia sexua antes do casamento

Grupo cristão aderiu ao movimento nacional "Eu Escolhi Esperar". 
Assunto é tema de seminário que será realizado na quinta-feira, na capital.
Um grupo de jovens cristãos de Macapá decidiu aderir ao movimento nacional 'Eu Escolhi Esperar', que prega a abstinência de relações sexuais antes do casamento. O assunto é tema de um seminário que será realizado na quinta-feira (19), por uma igreja evangélica localizada no Centro da capital. Segundo a coordenação do seminário, mais de 30 mil jovens aderiram ao movimento no Amapá.
O movimento, criado em 2011, no Espírito Santo, recomenda a jovens que evitem sexo e beijo na boca sem compromisso, além de namoros sem a pretensão de casar. Solteiros ou comprometidos, quem optou em "esperar em Deus" afirma estar satisfeito e aguarda por um "relacionamento maduro", como classificam, que valorize preceitos bíblicos. Por causa da escolha, alguns jovens dizem ter sofrido preconceito.
Paula Castro, de 21 anos, é mãe de uma menina de três anos. Ela conta que teve um relacionamento com um homem antes de optar pela abstinência. Segundo Paula, o preconceito parte de quem não conhece os princípios do movimento cristão.
"Já tive experiências com relacionamentos que, infelizmente, não deram certo, e quando aderi ao movimento percebi a importância de esperar em Deus por uma pessoa que valorize o relacionamento sério. Muitos falam que sou jovem, bonita, que posso me relacionar com muitas pessoas, mas eles não entendem que essa é uma escolha pessoal e espiritual", disse a jovem.
O estudante Carlos André dos Santos, de 21 anos, diz que aderiu ao movimento há cinco anos, após observar os namoros, segundo ele, problemáticos de amigos e familiares. Ele afirma que não teve nenhum relacionamento.
"Vi que muitos jovens se prejudicam em relação a relacionamentos mal sucedidos e por isso optei em esperar em santidade por uma esposa. Para manter a perseverança, tenho em mente que essa escolha me trará no futuro uma família feliz. Vale a pena esperar", acredita.
De acordo com o pastor Ronaldo Junior, um dos coordenadores do seminário 'Eu Escolhi Esperar', o evento terá um ciclo de palestras, com temas ligados à sexualidade.
"É um movimento que não abrange apenas evangélicos, mas também católicos que buscam um namoro santo. O jovem é ensinado por meio da palavra de Deus a esperar a pessoa certa para desfrutar um momento tão especial", disse.

Movimento
O “Eu Escolhi Esperar” é uma mobilização coordenada pela Organização Não Governamental Mobilizando o Brasil. A iniciativa foi criada em Vila Velha, no Espírito Santo. A campanha cristã orienta adolescentes e jovens a planejarem uma vida sexual após o casamento. Mais de dois milhões de pessoas curtiram a página da campanha no Facebook.

Comentários

Mensagens populares