Continuam buscas por desaparecida no mar após ritual espiritual

Onda em praia de Ílhavo atingiu grupo que prestava culto a Iemanjá.

O desaparecimento da mulher de 34 anos, arrastada por uma onda numa praia de Ílhavo está a ser investigado por uma equipa da Polícia Marítima. Carlos Isabel, comandante da capitania de Aveiro conta à CMTV que a investigação corre em paralelo com as operações de busca


Temos um processo a correr na Polícia Marítima. Ao que tudo indica, as pessoas aproximaram-se demasiado da linha de água. Nós tínhamos feito um alerta. Os nossos esforços de buscas continuam por, terra, por ar e por mar. Temos uma corveta da Marinha Portuguesa no local", disse o comandante na manhã desta sexta-feira. O responsável adianta ainda que um grupo de mergulho forense vai fazer perícia no local.

Lembre-se que 10 pessoas foram atingidas esta quinta-feira por uma onda na praia da Costa Nova, em Ílhavo. Quatro caíram à água e três delas foram resgatadas. Uma mulher com 34 anos está desaparecida. O grupo de pessoas é natural de Tondela (Viseu) e Águeda (Aveiro). As buscas prolongaram-se durante toda a madrugada e continuam esta sexta-feira. Um helicóptero da Força 

Aérea está esta manhã a ajudar nas operações e as buscas estão a ser acompanhadas por meios náuticos da Marinha, que no entanto não conseguem chegar junto ao local do desaparecimento da mulher, devido à forte ondulação. O comandante Carlos Isabel espera que com o início da actuação do helicóptero, diferente do que esteve em acção na quinta-feira, e com a praia-mar, cerca das 08h00, as buscas dêem resultados, mas as autoridades dizem que esperança de a encontrar viva é mais reduzida. Mais de 30 elementos da Polícia Marítima e Bombeiros nas buscas Segundo Carlos Isabel, comandante da Capitania do Porto de Aveiro, mais de 30 elementos da Polícia Marítima e dos Bombeiros de Ílhavo têm estado, desde as 19h45 de quinta-feira, envolvidos nas buscas em terra, mas até às 01h00 de quinta-feira foram infrutíferas. "As buscas vão continuar em terra, mas com menos elementos, porque vamos ter de começar a dar descanso aos homens", disse o responsável.

Comentários

Mensagens populares