'Igreja Ateísta' britânica pretende expandir para os Estados Unidos e Austrália

The Sunday AssemblyUma congregação ímpia, que se reúne mensalmente aos domingos em Londres (Reino Unido) está para se expandir nos Estados Unidos e na Austrália. A "Igreja dos Ateus" pretende espalhar suas unidades em mais vinte cidades, "para dialogar, cantar músicas e celebrar a maravilha da vida", de acordo com o diário britânico The Guardian.

Batizada de The Sunday Assembly (A Assembleia do Domingo), a congregação, que surgiu há cerca de oito meses atrás, pretende instituir cerca de 40 igrejas ateístas em um ano, e cerca de mil no mundo todo dentro de uma década.
Um grupo da igreja ateia de Nova York (EUA) terá sua primeira reunião em um bar, o Connolly's Pub, durante o próximo dia 29 de setembro, conforme marcado em seu site.
Apesar de pouco comum, a ideia da igreja ateísta não é inédita, conforme apontado por Nick Spencer, diretor de pesquisa da Theos, usina de ideias baseada no Reino Unido.
"Esta ideia contemporânea de pessoas que não são religiosas, mas que querem manter alguma ligação com a vivência de igreja, já possui uma forma. Nós já estivemos em Nova York antes", destaca Spencer.
A The Sunday Assembly foi fundada por Sanderson Jones e Pippa Evans, dois comediantes stand-up que afirmam a fundação da instituição em função de busca de qualidade de vida. "É um serviço para quem quer viver melhor, ajudar os outros e que desejam mais", indica o site do grupo.
"Quando eu tive a ideia para isso, eu pensava que é algo que eu gostaria de ir em Londres que talvez pessoas de outros lugares também desejassem ir", avalia Jones.
Alguns membros da assembleia ainda deseja configurar uma escola gratuita guiada por princípios do grupo, levantando a perspectiva de que "os cristãos um dia fingirão ser ateus para colocar seus filhos na escola", acrescentou Sanderson Jones.
O grupo também aponta que sua ideia fundamental é não possuir dogmas ou "nenhuma doutrina ou conjunto de ideias para fazer uso da sabedoria de todas as fontes, sem divindade".

Comentários

Mensagens populares